PUBLICIDADE
Logo do

Atlético-MG

Meu time

Conmebol divulga áudio do VAR que anulou o gol marcado pelo Boca Juniors diante do Atlético-MG

Segundo a arbitragem, houve interferência de um jogador argentino no movimento do goleiro Everson antes dele soltar a bola nos pés do lateral Weingandt

21 jul 2021 11h12
| atualizado às 12h54
ver comentários
Publicidade

A Conmebol divulgou os áudios do VAR do gol anulado do Boca Juniors, no duelo contra o Atlético-MG, pelo jogo de volta das oitavas de final da Libertadores, na noite de terça-feira, 20 de julho, no Mineirão, quando o time argentino foi eliminado pelo Galo nos pênaltis.

O VAR viu uma irregularidade no gol do time argentino, que acabou sendo anulado-(Reprodução/Conmebol)
O VAR viu uma irregularidade no gol do time argentino, que acabou sendo anulado-(Reprodução/Conmebol)
Foto: Lance!

A equipe argentina reclama que o gol marcado por Weingandt deveria ser confirmado. A cabine de controle do VAR avisou ao árbitro que o meia Diego González, do Boca, estava impedido e interferiu no movimento do goleiro Everson durante a jogada que culminou no gol, indicando que deveria ser anulado.

- O número 23 vai buscar a bola e interfere no goleiro, que não faz o gesto que deveria fazer por causa da disputa de bola. Na linha, o número 23 está fora de jogo. Perfeito, houve interferência. Vou remarcar (o lance) como fora de jogo - disse o árbitro uruguaio Esteban Daniel Ostojich Vegah durante conversa com a cabine.

González estava um pouco à frente de Allan, que acompanhava o jogador do Boca Juniors na área atleticana. No lance, a bola é lançada por Villa, Everson falha, solta a bola e Weingandt marca o gol. O lance gerou uma grande confusão após a partida, que acabou levando toda a delegação para a delegacia em Belo Horizonte, para esclarecimentos.

O VAR levou cerca de cinco minutos para fazer a checagem, e confirmar a anulação do gol, mantendo o empate até a decisão por penalidades máximas, vencida pelo Galo por 3 a 1. O time mineiro irá conhecer o adversário das quartas de final do duelo entre Argentinos Juniors ou River Plate.

O Boca Juniors também reclamou do VAR no primeiro jogo, quando Diego González marcou um gol no jogo de ida, na terça-feira, 13, mas que também foi anulado pelo VAR. O lance causou a suspensão do árbitro de vídeo e do árbitro de campo. Na ocasião, o VAR viu uma interferência do atacante Briasco no movimento de salto de Nathan Silva, na grande área, interpretado como falta.

Lance!
Publicidade
Publicidade