PUBLICIDADE

Acusado de matar torcedora do Palmeiras vai a júri popular

Flamenguista é acusado de arremessar garrafa que resultou na morte de Gabriela Anelli

23 fev 2024 - 18h09
Compartilhar
Exibir comentários

Jonathan Messias Santos da Silva, acusado de arremessar uma garrafa que resultou na morte da torcedora do Palmeiras Gabriela Anelli, de 23 anos, em julho de 2023, será enviado a júri popular, por decisão da juíza Marcela Raia de Santana, da 5ª Vara do Tribunal de Justiça de São Paulo. A informação é do jornal O Globo.

Foto: Lance!

O flamenguista foi identificado como suspeito da morte da jovem durante uma briga entre torcedores do Flamengo e do Palmeiras, antes do jogo entre os dois times no Allianz Parque.

A juíza Marcela Raia determinou que o reú seja julgado pelo crime de homicídio doloso (quando há intenção de matar), com as agravantes demotivo fútil e recursos que dificultaram a defesa da vítima.A juíza também negou a soltura de Jonathan, que está preso desde 25 de julho de 2023.

A defesa de Jonathan disse, em nota, que a decisão "é completamente ilegal visto que destoa da realidade das provas produzidas" e que vai recorrer ao Tribunal de Justiça.

Gabriela foi atingida por uma garrafa no pescoço durante o conflito. Ela ficou internada na Santa Casa, no centro da capital paulista, para onde foi levada após ser ferida. Na unidade médica, a palmeirense teve duas paradas cardíacas e não resistiu.

Lance!
Compartilhar
Publicidade
Publicidade