9 eventos ao vivo

Público é culpado por Silvio achar que pode ofender a todos

Telespectadores e imprensa parecem ter medo de criticar o humor preconceituoso do dono do SBT

7 jun 2018
11h42
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Toda unanimidade é burra, escreveu o maior cronista da ‘tradicional família brasileira’, Nelson Rodrigues. Silvio Santos se tornou o mais próximo do que há de unanimidade no Brasil.

Mesmo quem não o assiste na TV nutre simpatia pelo apresentador. Ele fez história na maioria das casas do País: o que seria dos apáticos domingos sem a animação de seus programas?

Incensado, tornou-se insensato. A ponto de soltar comentários ofensivos sem qualquer preocupação com a dignidade alheia. Não se trata de enquadrá-lo no politicamente correto, e sim de contestar a falta de discernimento.

Existe uma linha tênue entre a ironia e a injúria. O comunicador não demonstra preocupação em respeitá-la. Chamar Preta Gil de ‘gorda’, Pabllo Vittar de ‘bicha’ e criticar o cabelo crespo da atriz mirim Julia Olliver, de ‘Chiquititas’, do próprio SBT, é algo normal para Silvio Santos.

Ele acha graça das próprias piadas preconceituosas, e tem a chancela da plateia de fãs, que riem de qualquer coisa dita pelo ídolo sem jamais contestá-lo. A maior parte da imprensa reproduz as polêmicas pisando em ovos, sem questionar o monstro sagrado do entretenimento televisivo.

Quase unanimidade, Silvio Santos não se mostra preocupado com seu humor polêmico
Quase unanimidade, Silvio Santos não se mostra preocupado com seu humor polêmico
Foto: SBT / Divulgação

Muitos o defendem com o argumento de que se trata de um homem de quase 90 anos, criado em um tempo no qual era aceitável – e, às vezes, até estimulado – discriminar mulheres, negros, gays e tudo mais que parecesse ‘diferente’. Mas as pessoas, famosas ou anônimas, devem se adequar à evolução social ao invés de continuar a reproduzir os equívocos do passado. Ainda mais um homem com tamanho poder como Silvio Santos.

O que ele pensa e diz, ainda que de brincadeira, influencia milhares de pessoas sugestionáveis. Ninguém deve ser censurado ou obrigado a agir com polidez artificial. Espera-se apenas um mínimo de respeito no trato com quem já é um alvo fácil de preconceito.

Quem faz TV tem a obrigação de dar um exemplo positivo. 

O mesmo Silvio hoje criticado foi um precursor da inclusão social ao dar espaço, durante décadas, para apresentações artísticas de transformistas e transexuais em seu programa.

Eis a sabedoria rodriguiana: a unanimidade sempre acaba em contradição.

Veja também

Milionário não retira prêmio e leva bronca de Silvio Santos
Festa do pijama! Silvio Santos comemora 87 anos em família: 'Do jeito que gosta'




 

Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade