Terra
E-mail Chat √ćndice
 
 
Diversão  > Gibran Khalil Gibran
 not√≠cias por e-mail fale conosco  

 Sites relacionados
Blog
Conexão Disney
Fotolog
Fotosite
GLS Planet
Guia de Cidades
MTV
Mundo das Crianças
Palavras Cruzadas
Portal Literal
Rádio Terra
Teatro Chik
Videokast
Virtual Books

 Fale conosco
Participe e envie suas sugestões aqui!

 Boletim
Receba as novidades por email. Grátis!

 
Arte e Cultura
Gibran Khalil Gibran
Gibran Khalil Gibran

Há 125 anos nascia Gibran Khalil Gibran (1883-1931), pensador libanês, poeta, escritor, artista plástico, filósofo e revolucionário. Conhecido por O Profeta, clássico da cultura oriental, Gibran tornou-se símbolo da contracultura nos anos 1960.

Concorra a exemplares do livros

Gibran ocupa lugar de destaque na literatura dos imigrantes árabes no novo mundo. Escreveu com criatividade em dois idiomas, inglês e árabe. Era defensor sem tréguas dos direitos das mulheres orientais. Declarou guerra contra as oligarquias dominantes e sanguinárias dos Sultões Otomanos e revelou sua divergência ao cinismo latifundiário religioso e temporal libanês, bradando por liberdade. Gravou sua escrita com a sensibilidade poética do seu pensamento humanista.

Como diz Gabriel Chalita no prefácio da obra, “Gibran é o Líbano. Não se pode compreender o país sem ele, apesar de tantos anos vividos no exterior e de uma vasta produção literária em língua inglesa (...) Gibran foi um dos três mais importantes renovadores da literatura árabe, ao lado de Amin Rihani e Miguel Naime”. Este livro é uma robusta análise histórica do Líbano, dentro de contextos sociológicos, que proporciona um entendimento da importância literária desse profeta do Oriente e um aclarado parecer sobre sua intervenção na construção do Líbano moderno.

Pesquisador de excelentes recursos técnicos, o escritor e pesquisador Assaad Zaidan levou 25 anos neste trabalho, que explica, entre outras questões, a origem maronita, o processo de ocupação das terras libanesas pelas potências européias, no século XIX, os arranjos e desarranjos políticos, as características sociais e econômicas. Apresenta-se como uma pequena enciclopédia, que certamente ajudará os numerosos descendentes de libaneses no Brasil e entender as raízes do cedro milenar.

 

“O livro de Assaad Zaidan não é um trabalho de crítica literária, mas uma biografia, romanceada, bem escrita, amorosa. É uma contribuição à compreensão da vida – e portanto da obra – do profeta e filósofo Gibran Khalil Gibran. Um livro para ser relido.”
Gabriel Chalita
Sobre o autor:
Assaad Yoessef Zaidan, nascido em 4 de agosto de 1933 no vilarejo de Rweast El Balout – El Maten, Líbano Central. Emigrou para o Brasil no fim de 1952. Naturalizou-se brasileiro, viveu em Alagoas até 1958, posteriormente transferindo sua residência para Belém. Trabalhando em representação comercial quando viajava por todo o território nacional conhecendo e contatando com os imigrantes árabes (libaneses, sírios e palestinos), especialmente os imigrantes literatos. Escreveu crônicas (em língua árabe) para jornais e revistas iraquianos pelos quais, em 1960, foi reconhecido e convidado pelo governo do Iraque para assistir às comemorações da Revolução Iraquiana, foi recebido pelo presidente Abdul Karim Kassim e homenageado pela Associação de Escritores Iraquianos. Foi redator do jornal Notícias Árabes, semanário em árabe de circulação nacional e internacional. Entre 1969 e 1980, produziu reportagens e crônicas para jornais e revistas árabes. Entre 1998 e 2000 foi correspondente do jornal libanês Al Anwar. Publicou diversos livros, entre eles: Opinião de um imigrante (1963, Editora Safady), Os Sultões do Século XX (1980, Ed. Mitograph), Dois Poetas Emigrados no Brasil (1987, Karawi Ed Dwaik, Líbano), Gente e História (1996/1999, Ed. Dwaik e 2005, no Líbano), Poetas Árabes Emigrados no Brasil (2002 no Brasil e 2005 no Líbano), Poesia Popular Libanesa no Brasil (2005, no Líbano), todos escritos em língua árabe. Em 2001, publicou Raízes Libanesas no Pará, em português, sobre a história da imigração libanesa no Estado do Pará, e Letras e Histórias - Mil Palavras Árabes na Língua Portuguesa (2004), ambos com o apoio do Governo do Estado do Pará. Zaidan casou-se com a brasileira Miriam Salgado Zaidan e teve quatro filhos, Soraya, Suzanne, Karim e Wajdy e quatro netos Bill, Caio Zaidan Rezende, Tariq e Youssef Zaidan.



 


Visite o site da Escrituras Editora