PUBLICIDADE

Fallout | 7 pontos importantes para ficar de olho no trailer da série da Amazon

O trailer de Fallout, adaptação do cultuado jogo, mostra como a Amazon Studios está recriando bem o universo dos games e há vários detalhes feitos para os fãs

4 dez 2023 - 16h31
(atualizado às 19h01)
Compartilhar
Exibir comentários

A CCXP foi escolhida para ser o palco de revelação do primeiro trailer de Fallout, nova série do Prime Video que vai adaptar um dos clássicos dos videogames. E, depois de mostrar imagens que revelam o nível de fidelidade com os jogos, as primeiras cenas deixam claro que o tom caótico desse universo pós-apocalíptico também vai se manter no seriado.

Foto: Divulgação/Prime Video / Canaltech

Em pouco mais de dois minutos, o trailer entrega várias informações preciosas tanto para os fãs da franquia como também para quem está chegando a esse universo de mutantes nucleares e experimentos sociais agora. Seja ao mostrar o tipo de ameaça que se esconde neste cenário desértico ou ao apontar o tipo de humor ácido que os episódios vão trazer, temos uma primeira impressão bastante positiva.

Os games da série Fallout se passam em uma realidade em que o nosso mundo foi praticamente devastado por uma hecatombe nuclear após a detonação de dezenas de bombas atômicas. Os poucos sobreviventes são aqueles que estavam presos dentro dos Vaults, grandes bunkers que se transformam em uma espécie de sociedade autônoma — mas que são, na verdade, laboratórios de experimentos sociais feitos por uma grande empresa.

É a partir dessa combinação de temáticas que a série do Amazon Studios vai partir. E o trailer mostra bem como esses elementos vão estar presentes na adaptação.

7. O Vault 33

Protagonista Lucy vai sair do Vault 33 para descobrir os segredos desse mundo pós-apocalíptico (Imagem: Divulgação/Amazon Studios)
Protagonista Lucy vai sair do Vault 33 para descobrir os segredos desse mundo pós-apocalíptico (Imagem: Divulgação/Amazon Studios)
Foto: Canaltech

O estúdio já tinha confirmado que Fallout não iria adaptar a história de nenhum jogo em específico, optando por uma trama original centrada no Vault 33, um local nunca mostrado nos games e que, portanto, poderia ser livremente explorado pelos roteiristas da série. E o trailer mostra um pouco do que isso representa na prática.

A partir da figura de Lucy (Ella Purnell), vamos conhecer como era a realidade dentro deste abrigo. Não fica claro o tipo de experimento social a que eles foram submetidos durante os anos de isolamento, mas é possível ver o que parece ser uma rebelião ou mesmo uma explosão de loucura entre os sobreviventes, o que mostra bem a insanidade que permeia esse universo como um todo.

Assim como nos jogos, o seriado deve seguir a protagonista à medida que ela descobre mais sobre a verdade do mundo e o atual estado das coisas. Isso vai desde mergulhar na história da Vault-Tec, a grande responsável pela criação dos abrigos, das armas contra mutantes e de todos os experimentos realizados com os sobreviventes, até a jornada pessoal da personagem.

Pelo que é sugerido, Lucy parece estar relacionada ao personagem de Kyle MacLachlan (Twin Peaks), que é mostrado se sacrificando em determinado momento.

6. Um pós-apocalipse único

O mundo da superfície é construído a partir de ruínas, mas a sociedade encontrou seu meio de seguir em frente (Imagem: Divulgação/Amazon Studios)
O mundo da superfície é construído a partir de ruínas, mas a sociedade encontrou seu meio de seguir em frente (Imagem: Divulgação/Amazon Studios)
Foto: Canaltech

Mundo pós-apocalípticos não são nenhuma novidade no cinema e na TV. No entanto, Fallout deve apostar na temática de uma forma diferente, mostrando muito mais os absurdos dessa nova realidade do que apostando na luta pela sobrevivência. Essa é uma diferença crucial de produções como The Last of Us, por exemplo.

O trailer deixa bem claro que a série vai mostrar a sociedade já estabelecida nesse mundo devastado por bombas atômicas. São cidades construídas com destroços e habitadas por seres humanos que sofreram mutações por causa da radiação — como o chefe da Vault-Tec e seu único olho.

Isso tudo é importante, pois dá a Fallout uma personalidade própria. Ao estabelecer que o mundo mudou e que há uma nova forma de viver nele, a série pode seguir por outros caminhos além daqueles que produções pós-apocalípticas costumam seguir.

5. Humor característico está lá

As bizarrices que marcam o humor característico de Fallout nos games marca presença no trailer (Imagem: Divulgação/Amazon Studios)
As bizarrices que marcam o humor característico de Fallout nos games marca presença no trailer (Imagem: Divulgação/Amazon Studios)
Foto: Canaltech

Uma das principais características dos videogames que os fãs queriam ver na série de Fallout era o humor típico da Bethesda, desenvolvedora dos jogos. E isso aparece de forma bem clara no trailer, já que o tom geral da divulgação está nessa abordagem mais ácida.

Além de piadinhas como a do café mofado, a Amazon Studios mostrou que a ação e a violência vão ajudar a construir o alívio cômico do seriado. Pelo que é sugerido, a adaptação vai brincar com o absurdo para mostrar como essa nova realidade pode ser mortal, mesmo em momentos não sérios. Seja com um cachorro devorando partes de mutantes ou com sobreviventes bastante peculiares atirando para todos os lados só de cueca, esse humor peculiar dos jogos parece ser o grande norte no título do Prime Video.

4. A volta do amigo cão

O pastor-alemão é um personagem importante no jogo Fallout 4 e que vai ganhar uma contraparte na série da Amazon (Imagem: Divulgação/Amazon Studios)
O pastor-alemão é um personagem importante no jogo Fallout 4 e que vai ganhar uma contraparte na série da Amazon (Imagem: Divulgação/Amazon Studios)
Foto: Canaltech

Falando no cachorro, os fãs da franquia imediatamente reconheceram a referência que a Amazon colocou no personagem canino. Isso porque o pet era parte central do game Fallout 4, sendo um companheiro para o protagonista em suas explorações por esse mundo devastado. E, embora não seja o mesmo cão, a referência da série é óbvia.

No jogo, o animal se chama Dogmeat e ajuda o personagem principal com seu olfato apurado, indicando não só pontos de interesse, como também localizando humanos, cidades e até inimigos. Na série, porém, o pastor-alemão deve colaborar com esse humor único de Fallout.

3. Os mutantes

O mundo de Fallout tem várias criaturas bizarras criadas a partir da radiação (Imagem: Divulgação/Amazon Studios)
O mundo de Fallout tem várias criaturas bizarras criadas a partir da radiação (Imagem: Divulgação/Amazon Studios)
Foto: Canaltech

Todo mundo pós-apocalíptico que se preze tem uma ameaça particular para povoar aquela realidade. E, em Fallout, isso não é diferente. E o trailer mostra bem o quanto a radiação transformou a superfície em um lugar inóspito e repleto de mutações assassinas.

Do urso zumbi à criatura bizarra que aparece berrando, é possível ver bem os tipos de ameaças que Lucy e os demais sobreviventes do Vault 33 vão ter que encarar. E é curioso notar que eles não surgem como um perigo mortal a ser evitado a todo custo, aparecendo de forma até um pouco cômica, o que é outro diferencial interessante da adaptação.

Isso tudo leva a crer que o foco da série não deve mesmo ser os riscos da nova vida selvagem, mas os segredos que os humanos guardam em relação ao que aconteceu no passado.

2. O cowboy sem nariz

O Ghoul deve ser um dos personagens centrais da série (Imagem: Divulgação/Amazon Studios)
O Ghoul deve ser um dos personagens centrais da série (Imagem: Divulgação/Amazon Studios)
Foto: Canaltech

Lucy não vai ser a única protagonista desta história. O trailer de Fallout mostra ainda a misteriosa figura do Ghoul, personagem vivido por Walton Goggins (Django Livre). Ele é o cowboy bizarro sem nariz que aparece em determinado momento e atirando loucamente durante o ataque a um dos vilarejos.

E embora a Amazon Studios não tenha detalhado muito sobre esse personagem, fica claro desde já que ele vai ser uma peça fundamental para que o público entenda o real estado do mundo após a explosão das bombas atômicas.

Nos games, o Ghoul não é uma pessoa em específico, mas uma espécie de nova raça criada pelas bombas atômicas. São seres mutantes que passaram por esse processo de quase zumbificação por causa da exposição à radiação. São indivíduos que sobreviveram fora dos Vault e simboliza bem o que é viver nesse novo mundo.

Personagem aparece também em cenas antes do apocalipse (Imagem: Divulgação/Amazon Studios)
Personagem aparece também em cenas antes do apocalipse (Imagem: Divulgação/Amazon Studios)
Foto: Canaltech

O ponto é que o Ghoul de Goggins deve ser justamente o elo que liga o presente devastado e o passado que Lucy tenta entender. Tanto que é possível vê-lo ainda com nariz e feições humanas em algumas rápidas cenas enquanto protege uma criança — e pode apostar que essa perda é algo que vai marcá-lo para sempre.

1. Passado e presente

Série deve mergulharn o passado deste mundo e mostrar como foi a hecatombe nuclear (Imagem: Divulgação/Amazon Studios)
Série deve mergulharn o passado deste mundo e mostrar como foi a hecatombe nuclear (Imagem: Divulgação/Amazon Studios)
Foto: Canaltech

E isso nos leva à última grande revelação do trailer de Fallout. Pelo que foi apresentado nas cenas divulgadas durante a CCXP 23, a série vai se passar em dois momentos da história, mostrando não apenas o mundo pós-apocalíptico, mas também como as coisas chegaram a esse ponto.

O trailer acaba com o personagem de Walton Goggins cavalgando por uma rodovia enquanto diversas explosões atômicas acontecem ao fundo, indicando que esse é o início da hecatombe nuclear que dá início à trama toda.

A construção dessas duas linhas temporais é o que pode fazer com que Fallout seja diferente de todas as outras adaptações pós-apocalípticas que conhecemos, além de dar muito mais profundidade àquilo que os jogos já mostraram. Mais do que apenas recriar a história dos games, é uma grande oportunidade de expandir o universo da Bethesda.

Fallout chega ao Prime Video no dia 12 de abril.

Trending no Canaltech:

Canaltech
Compartilhar
Publicidade
Publicidade