PUBLICIDADE

"Minha meta é o divórcio", diz ambulante sobre o valor que pretende arrecadar no Carnaval de São Paulo

Vendedora usa placas na barraca para ilustrar meta e receber apoio de outras mulheres

3 fev 2024 - 13h43
(atualizado às 19h30)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
Ambulante usa folia para arrecadar dinheiro para pagar custos do divórcio que tenta há dois anos.
Ambulante no Parque do Ibirapuera na tarde de 3 de fevereiro de 2024
Ambulante no Parque do Ibirapuera na tarde de 3 de fevereiro de 2024
Foto: Natalia Cuqui

Ana Paula Rodrigues de Menezes, 41 anos, está entre os 20 mil ambulantes credenciados pela prefeitura para trabalhar no carnaval de São Paulo. A vendedora foi às ruas com um destino certo para o valor que pretende arrecadar com a vendas: o divórcio.

A meta é somar 780 reais para realizar o sonho adiado há dois anos. Ela conta com a ajuda da filha que também está aos arredores do Bloco Bicho Maluco Beleza, no Parque do Ibirapuera, na tarde deste sábado (3).

Ana Paula usou uma placa em sua barraca com os dizeres "Ajude me a divorciar" na esperança de que as mulheres se sensibilizem com sua condição e colaborem para que o objetivo seja atingido.

"Investi nas placas e a mulherada vem pra me ajudar eu me livrar do traste. Ele é um embuste", desabafa a ambulante que luta pela assinatura da tão aguardada separação. 

Este é o sétimo ano que Ana Paula vai às ruas durante a folia. "Nos outros anos trabalhava só para ganhar um dinheiro, mas como ele não quis assinar [o divórcio] vou ter que arcar com os custos do cartório", finaliza.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade