PUBLICIDADE

Itália estuda duplicar maior museu renascentista do mundo

Os Uffizi são uma das atrações mais visitadas do país

21 jan 2024 - 13h51
(atualizado às 14h27)
Compartilhar
Exibir comentários

O governo da Itália planeja dobrar o tamanho das Gallerie degli Uffizi, complexo cultural de Florença que abriga o mais importante museu de arte renascentista do mundo.

Os Uffizi são uma das atrações turísticas mais visitadas do país, com público de cerca de 5 milhões de pessoas por ano, e abrigam joias da arte, como "O Nascimento da Vênus", de Sandro Botticelli.

"Tenho um grande sonho para Florença: a duplicação dos Uffizi", disse neste domingo (21) o ministro italiano da Cultura, Gennaro Sangiuliano, durante um congresso do partido de direita Irmãos da Itália (FdI), o mesmo da premiê Giorgia Meloni, na capital toscana.

"Estamos trabalhando muito bem para criar aquilo que eu chamo de Uffizi 2 nas vilas de Careggi e Montelupo Fiorentino [antigos palácios da poderosa família Médici, principal mecenas da arte no Renascimento]", acrescentou Sangiuliano.

O complexo dos Uffizi reúne hoje o museu Galleria degli Uffizi, o Palácio Pitti, antigo lar dos Médici, e os Jardins de Boboli.   

Ansa - Brasil   
Compartilhar
Publicidade
Publicidade