PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

WD apresenta "SSD portátil" absurdo de 368 TB e 15 kg

Western Digital apresenta Ultrastar Transporter, solução "portátil" para transporte de dados em conjunto com arranjo de SSDs de 368 TB pesando cerca de 15 kg

15 abr 2024 - 21h36
(atualizado em 16/4/2024 às 11h51)
Compartilhar
Exibir comentários

A Western Digital apresentou recentemente o Ultrastar Transporter, mini servidor de armazenamento de alta densidade, para facilitar o transporte, gerenciamento e backup de dados. O produto traz um arranjo de SSDs com total de 368 TB de armazenamento em um gabinete com formato de maleta pesando cerca de 15 kg.

Foto: Western Digital / Divulgação / Canaltech

Naturalmente, o Ultrastar é voltado para aplicações corporativas e governamentais, principalmente como ferramenta temporária e segura de armazenamento. O servidor conta com CPU Xeon 4310, 128 GB RAM RDIMM e duas portas Ethernet 200 Gb e dois SSDs NVMe exclusivos para boot, além do arranjo de 368 TB.

Projetado como uma solução para polos de pesquisa e instalações com conectividade limitada, o mini servidor serve como um "SSD portátil" para facilitar a migração e injeção de dados em servidores de Infraestrutura como Serviço (IaaS), segurança e instalações militares.

Investimento para economizar banda

Apesar de praticamente todos os serviços modernos utilizarem algum tipo de operação remota, mesmo operações sem dados sensíveis ainda esbarram na questão da conectividade para gerenciamento de dados. Isso porque, os serviços de nuvem cobram pela banda para injetar ou baixar informações em seus servidores.

Western Digital Ultrastar Transporter Edge Storage é solução portátil para transporte e migração de dados em servidores de borda. (Imagem: Western Digital / Divulgação)
Western Digital Ultrastar Transporter Edge Storage é solução portátil para transporte e migração de dados em servidores de borda. (Imagem: Western Digital / Divulgação)
Foto: Canaltech

Sendo assim, para uma empresa que atuava com servidores locais migrar suas operações para a nuvem, ou vice-versa, esse processo é, geralmente, cobrado a parte conforme o volume de tráfego utilizado. Isso sem mencionar o tempo necessário para realizar essa migração via redes, que por melhores que sejam as conexões corporativas, ainda existe uma latência maior que em conexões locais dependendo da conectividade das instalações com a rede externa.

Western Digital / Divulgação
Western Digital / Divulgação
Foto: Canaltech
Western Digital / Divulgação
Western Digital / Divulgação
Foto: Canaltech
Western Digital / Divulgação
Western Digital / Divulgação
Foto: Canaltech
Western Digital / Divulgação
Western Digital / Divulgação
Foto: Canaltech
Western Digital / Divulgação
Western Digital / Divulgação
Foto: Canaltech

Apesar de parecer nada prática para o usuário doméstico, com as novas ferramentas de automação e IA em escala, é bem provável que muitas empresas optem por reduzir sua dependência de data centers totalmente para trabalhar com servidores na borda. Sendo assim, utilizar soluções como o Ultrastar Transport pode implicar em uma redução no custo de migração, além de garantir que o processo seja totalmente seguro, sem eventuais riscos de interceptação.

Trending no Canaltech:

Canaltech
Compartilhar
Publicidade
Publicidade