PUBLICIDADE

Semaglutida pode ter efeito no tratamento do alcoolismo

Pequeno estudo americano aponta para um novo efeito da semaglutida, o princípio ativo do Ozempic, na melhora da relação das pessoas com álcool no dia a dia

29 nov 2023 - 12h07
(atualizado às 16h10)
Compartilhar
Exibir comentários

Encontrado em medicamentos para tratamento do diabetes tipo 2 (Ozempic e Rybelsus) e controle de peso (Wegovy), o princípio ativo semaglutida parece ter uma função, até então, desconhecida, segundo cientistas da Universidade Estadual de Oklahoma, nos EUA. A equipe observou que o remédio auxilia pessoas a reduzirem o consumo de álcool em um pequeno estudo.

Foto: Towfiqu98/Envato / Canaltech

As primeiras evidências do uso da semaglutida em ajudar no apoio de pacientes com algum grau de transtorno do uso de álcool (AUD) foram publicadas na revista The Journal of Clinical Psychiatry. No entanto, a pesquisa está longe de ser conclusiva, e a questão precisa ser melhor investigada.

Semaglutida e alcoolismo

No estudo norte-americano, os pesquisadores acompanharam seis pacientes que usaram semaglutida para perda de peso. Curiosamente, a equipe descobriu que todos os voluntários experimentaram uma melhora na forma como lidam com as bebidas alcoólicas e o alcoolismo.

Foi usado o exame Alcohol Use Disorders Identification Test (AUDIT), desenvolvido pela Organização Mundial da Saúde (OMS), buscando medir a relação dessas pessoas com o álcool.

Semaglutida pode auxiliar no tratamento do alcoolismo (Imagem: NomadSoul1/Envato)
Semaglutida pode auxiliar no tratamento do alcoolismo (Imagem: NomadSoul1/Envato)
Foto: Canaltech

Através de perguntas e respostas, como a frequência de ingestão de bebidas alcoólicas e o número de doses bebidas de uma vez, é possível ter um panorama da relação do indivíduo com esse problema de saúde pública. Assim dá para rastrear possíveis quadros de alcoolismo.

No caso desta pesquisa, os seis recrutados obtiveram uma pontuação superior a 8, o que sugere que eles têm, pelo menos, um consumo perigoso ou prejudicial de álcool para a saúde. Mais de 15 é considerado um forte indicador de dependência. Após o tratamento, todos apresentaram "redução significativa" na pontuação, segundo a equipe.

Hipóteses da descoberta

A semaglutida é classificada como um agonista do receptor de GLP-1 e, dentro do organismo, tende também a gerar uma sensação de saciedade, o que é altamente benéfico para pessoas que buscam controlar o peso e que está envolvido com o controle do desejo. Em paralelo, existem alguns relatos anedóticos de que os remédios desse tipo ajudam no controle de diferentes tipos de vícios, onde poderia se encaixar o alcoolismo.

No entanto, a atual pesquisa é muito pequena e não indica quais mecanismos estão por trás desse aparente novo efeito do princípio ativo, além dos inúmeros efeitos adversos já conhecidos. Para isso, os autores afirmam que "são necessários estudos clínicos adicionais, randomizados e controlados por placebo, para avaliar completamente a eficácia da semaglutida no tratamento do AUD".

Fonte: The Journal of Clinical Psychiatry e OSU  

Trending no Canaltech:

Canaltech
Compartilhar
Publicidade
Publicidade