PUBLICIDADE

Qual é o melhor sistema para TV box ou smart TV?

Está em busca de uma TV box ou smart TV nova e não sabe qual é o melhor sistema? Confira a nossa lista com as opções ideais para cada tipo de usuário.

3 dez 2023 - 15h02
(atualizado em 4/12/2023 às 12h04)
Compartilhar
Exibir comentários

Os sistemas operacionais presentes em smart TV e dispositivos de streaming — TV Box — estão cada vez melhores. Afinal, são diversas alternativas de interfaces focadas em garantir a melhor experiência de uso possível. Por isso, selecionamos as melhores alternativas de cada categoria para ajudar você a escolher a opção ideal para o seu caso de uso.

Foto: Erick Teixeira/Canaltech / Canaltech

Melhor sistema de TV box

O tvOS é o melhor sistema para TV box. A interface presente nos dispositivos Apple TV e Apple TV 4K tem um funcionamento tão bom quanto o do iOS. Isso porque o software também é desenvolvido com foco no uso a longo prazo.

É importante ressaltar que, mesmo sendo da Apple, o sistema não faz distinção de apps, pois o seu propósito é garantir uma experiência completa. Dessa forma, é perceptível a fluidez entregue, pois os menus são rápidos, o layout é bem organizado, e tem acesso a todos os aplicativos de streaming presentes no mercado.

Interface tvOS da Apple (Imagem: Reprodução/Apple)
Interface tvOS da Apple (Imagem: Reprodução/Apple)
Foto: Canaltech

Em complemento, o tvOS tem compatibilidade com a Siri, que é a assistente digital da Maçã. A integração com os produtos da marca funciona de maneira fluida, e permite a criação de um ecossistema consistente.

Apesar de a opção mais recente ser de 2022, a Apple seguirá enviando atualizações para o sistema operacional. Logo, a usabilidade com foco em um período maior de tempo não será comprometida.

Melhor sistema para idosos

O melhor sistema de smart TV ou dongle para idosos é o Roku OS. Desde o processo de configuração, o software se mostra intuitivo para diferentes usuários, principalmente os idosos, que estão se adaptando às modernidades da atualidade.

eja nos televisores da SEMP, AOC, TCL, Philco e Britânia, ou nos dispositivos de Streaming Roku Express e Roku Express 4K, a interface é a mesma. Logo, a adaptação ao layout segue um padrão agradável.

O layout é fluido, organizado, os ícones são maiores para ajudar na visualização para os idosos, e o sistema de busca de conteúdos é o mais completo do mercado, pois dá todas as alternativas de plataformas que possuem um filme ou série. Assim, o usuário escolhe aquela em que já possui assinatura.

Interface Roku OS (Imagem: Ivo Meneghel Jr/ Canaltech)
Interface Roku OS (Imagem: Ivo Meneghel Jr/ Canaltech)
Foto: Canaltech

Algo interessante, e que diferencia o Roku OS, é a integração com o aplicativo de celular. Por ele, é possível transformar o smartphone em um controle remoto, e até mesmo ter mais privacidade no consumo de conteúdos por poder plugar os fones de ouvido no celular para ouvir filmes e séries que estão passando na TV sem incomodar as pessoas ao redor. Um recurso ideal para quem tem insônia e perambula pela casa à noite.

Para quem explora os recursos de casa inteligente, o Roku OS é compatível com Apple HomeKit, Alexa e Google Home. Por isso, é possível integrar o sistema aos comandos dessas assistentes.

Melhor sistema em variedade de apps

O Google TV é o melhor sistema em variedade de aplicativos. A evolução do Android TV traz todos os aplicativos de streaming presentes no mercado para a smart TV ou dongle Chromecast.

O layout do Google TV é bastante agradável, pois não há uma priorização de plataforma de streaming, e é possível organizar os app conforme o gosto de cada usuário. O sistema de pesquisa funciona bem para a escolha de conteúdos, e até mesmo na busca por voz.

Google TV (Imagem: Ivo Meneghel Jr/ Canaltech)
Google TV (Imagem: Ivo Meneghel Jr/ Canaltech)
Foto: Canaltech

Em conjunto com todas essas funções, é possível fazer uso do Google Assistente. Os comandos por voz, no entanto, podem apresentar falhas e até mesmo confusões no entendimento. Entretanto, o Google TV faz sentido para quem tem um sistema de casa inteligente interligado com dispositivos compatíveis com essa assistência digital.

Mesmo com essas vantagens, é uma pena que o Google não esteja realizando atualizações no sistema para TV. Isso porque o software está paralisado no Android 12, enquanto os smartphones já estão caminhando para o Android 14. Falta ao Google a consistência de updates da Apple.

Melhor sistema em integração com assistente digital

Quando o assunto é integração com assistente digital, o Fire OS é a melhor alternativa. A Alexa integrada ao sistema é muito competente, conseguindo controlar qualquer dispositivo de casa conectada interligado à sua conta Amazon, sem precisar de um aparelho Echo para tal.

Sistema Fire OS da Amazon (Imagem: Ivo Meneghel Jr/ Canaltech)
Sistema Fire OS da Amazon (Imagem: Ivo Meneghel Jr/ Canaltech)
Foto: Canaltech

Isso permite que os usuários tenham em mãos um equipamento mais versátil do que as caixas de som inteligentes da marca, como é o caso do Fire TV Stick 4K. Essa versão é mais robusta em processamento, e isso otimiza a navegação.

Seu layout tem uma organização parecida com a do Google TV, mas o algoritmo ainda tende a priorizar o Prime Video e conteúdos do serviço de streaming. Uma facilidade embutida na Alexa é a possibilidade de pesquisar por conteúdos, demonstrando competência para esse processo.

Melhor sistema de smart TV

Atualmente, o Tizen é o melhor sistema de smart TV. Apesar de a Samsung não acertar 100% na navegabilidade de seu software, a sul-coreana conseguiu aprimorar consideravelmente a experiência nos últimos anos.

O layout está menos poluído de informações, e há uma distribuição melhor dos aplicativos e conteúdos recomendados. Além disso, há compatibilidade com a Alexa, Bixby e Google Assistente, permitindo a "democratização" da casa inteligente.

Interface Tizen da Samsung (Imagem: Ivo Meneghel Jr/ Canaltech)
Interface Tizen da Samsung (Imagem: Ivo Meneghel Jr/ Canaltech)
Foto: Canaltech

Com atualizações mais consistentes e relevantes, o Tizen tem caído nas graças de grande parte do público fã de televisores inteligentes. Algo que ajuda a destacar a interface é o Gaming Hub.

A plataforma focada em jogos na nuvem permite que os usuários aproveitem a TV para streaming de games, algo impensável há 5 anos. Por isso, é muito comum que o público jogue os títulos presentes no XCloud direto na TV, mesmo que seja preciso pagar a mensalidade de R$ 49,99 do Game Pass Ultimate.

Trending no Canaltech:

Canaltech
Compartilhar
Publicidade
Publicidade