PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

O céu não é o limite! | Buracos negros, Ingenuity, Dragonfly e +

Confira as principais notícias do espaço da semana 13 a 19 de abril de 2024 e fique por dentro de tudo o que mais importa no universo da astronomia!

21 abr 2024 - 11h00
(atualizado em 22/4/2024 às 11h54)
Compartilhar
Exibir comentários

Enquanto buracos negros eram descobertos nesta semana, a NASA anunciava a despedida do helicóptero Ingenuity, que transmitiu sua última mensagem de Marte.

Foto: ESO/M. Kornmesser/NASA/ASU/Johns Hopkins APL/S. Gribben / Canaltech

Por outro lado, a agência espacial também trouxe boas notícias, como a parceria que vai levar o primeiro astronauta não-americano à Lua.

Confira essas e outras notícias que se destacaram em nosso resumo semanal.

Buracos negros

Astrônomos descobriram o buraco negro de massa estelar (o que exclui o supermassivo Sagittarius A*) mais massivo de nossa galáxia, com massa equivalente a 33 sóis. Batizado como Gaia BH3, ele também é o segundo buraco negro mais próximo da Terra, a 2.000 anos-luz de distância.

Os supermassivos também foram destaque durante a semana, com a imagem de um quasar que você viu acima. O objeto está localizado a 12,9 bilhões de anos-luz, e o mais surpreendente é que essa foto foi feita por um telescópio robótico pequeno da iniciativa Virtual Telescope Project. Ele agora é o objeto mais distante no céu do norte a ser registrado na luz visível.

Enquanto isso, em Marte...

No dia 16, os engenheiros da missão Ingenuity se uniram pela última vez na sala de controle para monitorar a transmissão de despedida da aeronave. O helicóptero enviou sua última mensagem à Terra e, a partir de agora, passa a atuar como uma unidade de coleta de dados no Planeta Vermelho.

Outra notícia é que a NASA vai reduzir gastos da missão Mars Sample Return, que vai trazer amostras de Marte à Terra. A decisão veio após um comitê propor redução de custos (de U$ 11 bilhões para U$ 8 bilhões) e prazo menor (de 2040 para algum momento da década de 2030). 

Exploração espacial

A NASA confirmou a missão Dragonfly, que vai explorar Titã, lua de Saturno, e procurar processos químicos prebióticos por lá. O projeto vai custar US$ 3,35 bilhões e o lançamento deve ocorrer em julho de 2028. 

Já em relação a nossa própria Lua, o Japão vai se tornar o primeiro país além dos Estados Unidos a levar um astronauta para lá graças a uma parceria com o programa Artemis, da NASA. Em troca, os japoneses vão fornecer o rover pressurizado Lunar Cruiser para a missão Artemis VII, em 2031.

Trending no Canaltech:

Canaltech
Compartilhar
Publicidade
Publicidade