PUBLICIDADE

Névoa do Saara deixa céu de Atenas laranja

As finas partículas de poluição deixaram Atenas sufocante. A população ficou preocupada com riscos respiratórios, mas o céu deve voltar ao normal nesta quarta

24 abr 2024 - 18h39
(atualizado em 25/4/2024 às 00h18)
Compartilhar
Exibir comentários

A população de Atenas (Grécia) ficou assustada ao se deparar com um fenômeno meteorológico inesperado: uma névoa vinda do Saara deixou a cidade completamente laranja na última terça-feira (23). Como resultado, as redes sociais foram tomadas pelo compartilhamento de diversas fotos e vídeos. 

Foto: Anastasia Skylar/Unsplash / Canaltech

O país não se deparava com um episódio desse desde março de 2018, quando a ilha de Creta passou pro algo semelhante.

Atualmente, a névoa laranja sufocou várias regiões após dias de ventos fortes vindos do sul, limitando a visibilidade.

O principal alerta em torno do fenômeno ficou por conta dos riscos respiratórios causados por concentrações de partículas finas de poluição. Pessoas com problemas de saúde podem ser as mais atingidas. 

As partículas finas podem irritar as vias respiratórias, causando tosse, irritação na garganta e nariz, e dificuldade para respirar. Condições como asma, DPOC ou bronquite podem agravar os sintomas devido à exposição a partículas finas. Por causa disso, os gregos com problemas respiratórios foram instruídos a algumas precauções, como:

  • Limitar o tempo que passam ao ar livre
  • Usar máscaras de proteção
  • Evitar exercícios físicos até que as nuvens de poeira desapareçam

De acordo com o serviço meteorológico grego, a previsão é que o céu volte a clarear já nesta quarta-feira (24).

Névoa do Saara

O Saara libera até 200 milhões de toneladas de poeira mineral por ano, sendo que a maior parte desce rapidamente para a Terra. O problema está nessas pequenas partículas, que podem viajar grandes distâncias, como podemos perceber.

Essas névoas de poeira do Saara tendem a ocorrer com mais frequência durante a primavera e o outono. 

Além da névoa, fortes ventos na Grécia também alimentaram incêndios florestais. As autoridades locais apontaram que só na terça houve 25 incêndios florestais por todo o país. Pelo menos não foi registrado nenhum dano ou ferimento.

Nas redes sociais, os vídeos mostram a cidade submersa na névoa laranja, formando um cenário digno de filme:

A névoa do Saara foi causada por uma área de baixa pressão sobre a Líbia que trouxe fortes ventos de sul, atraindo elevadas concentrações de poeira e areia do Norte da África para a Grécia (mais precisamente para Atenas). Resultado: o céu completamente laranja.

Fonte: The Guardian

Trending no Canaltech:

Canaltech
Compartilhar
Publicidade
Publicidade