PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Mulher vive com parasita no olho por anos após comer crocodilo

O caso de uma mulher que teve uma infecção rara chamada pentastomíase ocular: um parasita passou a habitar seu olho depois que ela comeu carne de crocodilo

12 abr 2024 - 11h51
(atualizado às 14h30)
Compartilhar
Exibir comentários

Um novo relatório publicado no JAMA Ophthalmology na última quinta-feira (11) chocou ao mostrar o caso de uma mulher que viveu com um parasita no olho por dois anos. A teoria é que esse parasita foi adquirido depois que ela comeu carne de crocodilo. A infecção rara atende pelo nome de pentastomíase ocular.

Foto: João Jesus/Pexels / Canaltech

De acordo com os autores, a situação é tão rara que pode ser considerada como inédita na literatura médica. Essa infecção ocular ocorre por conta de parasitas chamados pentastomídeos.

O parasita ficou sob a conjuntiva do olho esquerdo — uma membrana mucosa, fina e transparente que recobre a parte branca do olho e também as pálpebras, internamente.

A paciente não foi identificada, mas se sabe que tem 28 anos e mora em Basankusu, no Congo. O único sintoma desse caso foi uma protuberância no canto do olho.

Com os exames, a equipe médica viu que essa protuberância podia se mover! Depois que foi removida cirurgicamente, essa "massa" na verdade se mostrou como uma larva, enviada então para análise em laboratório, onde se chegou à descoberta: uma espécie chamada Armillifer grandis.

Parasita no olho

É uma espécie que costuma infectar algumas pessoas na África, e de forma um pouco mais rara em outras regiões do mundo.

Normalmente, segundo o artigo, parasitas da espécie usam cobras como hospedeiros e depositam os ovos nas vias respiratórias. Esses ovos saem dos pulmões através da boca da cobra ou do trato digestivo. Veja a imagem do parasita revelada pelos médicos:

Parasita retirado do olho de uma paciente que comeu carne de crocodilo (Imagem: Van Acker et al, 2024/JAMA Ophthalmology)
Parasita retirado do olho de uma paciente que comeu carne de crocodilo (Imagem: Van Acker et al, 2024/JAMA Ophthalmology)
Foto: Canaltech

Os humanos podem ser infectados quando comem alimentos ou bebem água contaminada com esses ovos. O contato próximo com cobras infectadas (e a ingestão de carne de cobra) também pode levar à exposição aos parasitas.

Como a paciente nunca tinha comido carne de cobra, mas já tinha comido carne de crocodilo, os médicos chegaram à conclusão de que essa foi a causa da infecção, uma vez que crocodilos também podem ser infectados por pentastomídeos.

São duas possibilidades: ou o crocodilo estava infectado, ou a carne entrou em contato com carne de cobra infectada no supermercado, e acabou infectada por tabela. O caso reforça os perigos de uma alimentação exótica, como já vimos na Tanzânia, onde comer carne de tartaruga causou mortes.

Sintomas de pentastomíase

Normalmente, esses parasitas invadem órgãos internos e  não causam sintomas. Ainda assim, isso não significa que essas infecções não sejam perigosas, já que podem levar à perfuração de órgãos, reações imunológicas extremas e até mesmo à morte.

Assim, essa versão do parasita no olho é ainda mais rara. As infecções oculares são uma manifestação bem menos comum da doença, mas os pesquisadores reconhecem que são mais fáceis de detectar porque podem causar sintomas visíveis, como vermelhidão, protuberâncias e alterações na visão.

Fonte: JAMA Ophthalmology 

Trending no Canaltech:

Canaltech
Compartilhar
Publicidade
Publicidade