PUBLICIDADE

MediaTek nega superaquecimento do Dimensity 9300 visto em teste

Em declaração ao Phandroid, a MediaTek negou que o Dimensity 9300 sofra com superaquecimento, afirmando que o teste que indicou o problema foi "falho"

1 dez 2023 - 12h22
(atualizado às 17h28)
Compartilhar
Exibir comentários

Em comunicado divulgado ao site Phandroid, a MediaTek negou que o Dimensity 9300, mais recente chip da gigante para smartphones Android premium, esteja sofrendo de aquecimento excessivo. O componente mostrou limitações térmicas intensas em testes de estresse realizados nesta semana que, segundo a companhia, seriam "falhos" por não estarem sendo "usados corretamente". A marca também reafirma que o 9300 atingiria resultados "muito melhores" que os de concorrentes se os testes estivessem sendo feitos "da forma certa".

Foto: (Imagem: Reprodução/MediaTek) / Canaltech

Apresentado no início de novembro, o Dimensity 9300 chamou muita atenção por ser o primeiro processador para celulares a apostar no que a MediaTek chamou de "All Big Core Architecture" (Arquitetura de Todos os Núcleos Grandes, em tradução livre), em referência à adoção de uma CPU composta apenas de núcleos de alto desempenho. O chip usa quatro Cortex-X4 de máxima performance com quatro Cortex-A720 de alto desempenho, combinação até então vista apenas em notebooks.

O Vivo X100 Pro foi o primeiro smartphone a ser lançado com processador MediaTek Dimensity 9300 (Imagem: Divulgação/Vivo)
O Vivo X100 Pro foi o primeiro smartphone a ser lançado com processador MediaTek Dimensity 9300 (Imagem: Divulgação/Vivo)
Foto: Canaltech

O design agressivo gerou preocupações em relação a temperaturas e aquecimento, diante do espaço limitado para refrigeração e presença de baterias menores em smartphones, mas a gigante destacou o status "revolucionário" da plataforma, que ofereceria desempenho superior a concorrentes como o próprio Snapdragon 8 Gen 3, lançado no mesmo período.

A novidade foi usada pela primeira vez pela Vivo Mobile, com a chegada do Vivo X100 Pro, que prometia velocidade e boas temperaturas graças ao uso de um sistema de refrigeração robusto munido de uma câmara de vapor, peça de cobre com uma pequena quantia interna de líquido usada para dissipar o calor mais rapidamente, tida como uma das melhores tecnologias de resfriamento disponíveis hoje.

De fato, em testes de curta duração como o Geekbench 6, o Dimensity 9300 abre boa vantagem em relação aos rivais, conseguindo até mesmo superar o Apple A17 Pro do iPhone 15 Pro — os processadores da Apple costumavam ser referência de velocidade. No entanto, alguns problemas foram encontrados pelo YouTuber Sahil Karoul e pelo canal C4ETech, que registraram perdas drásticas de performance de até 60% em testes de estresse do CPU Throttling Test e do 3DMark Wild Life Extreme.

A MediaTek parece estar ciente de ao menos um desses resultados e, em declaração enviada ao site Phandroid, questionou os métodos usados para a avaliação, afirmando que os testes foram "falhos".

É bem sabido que todos os smartphones modernos incluem thermal throttling para garantir que a temperatura do dispositivo seja mantida em um nível aceitável/seguro.

Um jeito melhor de usar o [teste do] CPU Throttle Test como uma forma de comparar dispositivos lado a lado, seria rodar os testes com as mesmas temperaturas de corpo dos dispositivos.

Com a arquitetura de grandes núcleos de CPU da MediaTek, o Dimensity 9300 irá atingir pontuações máximas e médias muito mais altas que os competidores se os testes forem feitos corretamente. Em resumo, o Dimensity 9300 seria capaz de entregar mais performance de computação durante o teste.

— MediaTek, em declaração ao site Phandroid

O comentário não esclarece os números nada animadores obtidos no 3DMark, mas a gigante realmente tem um ponto importante — comparações justas que mostrem o potencial máximo de um chip precisam ser feitas em condições similares. Para termos certeza que o Dimensity 9300 tem problemas, especialmente frente a rivais como o Snapdragon 8 Gen 3, é preciso colocá-los sob o mesmo nível de estresse, incluindo as características do ambiente.

Além disso, conforme citamos na notícia do superaquecimento, há diversas variáveis que podem afetar o desempenho do chip, como apps rodando em segundo plano e até otimizações de software, responsabilidades da fabricante do celular. É possível que smartphones de outras companhias equipadas com o novo chip da MediaTek se saiam melhor ao serem levados ao limite.

Para definirmos com total certeza que o Dimensity 9300 tem problemas, é preciso esperar por testes com mais dispositivos equipados com a novidade, esperados para 2024 (Imagem: MediaTek/YouTube)
Para definirmos com total certeza que o Dimensity 9300 tem problemas, é preciso esperar por testes com mais dispositivos equipados com a novidade, esperados para 2024 (Imagem: MediaTek/YouTube)
Foto: Canaltech

Dito isso, se considerarmos que dois veículos diferentes obtiveram resultados preocupantes similares, devemos no mínimo acender um alerta e acompanhar o caso com mais cuidado, mas será necessário esperar — novos aparelhos equipados com o Dimensity 9300 devem começar a chegar às lojas no início de 2024.

Fonte: Phandroid

Trending no Canaltech:

Canaltech
Compartilhar
Publicidade
Publicidade