PUBLICIDADE

iPhone 16: Apple quer mudar peças para evitar superaquecimento com IA

Mudança de peças seria na configuração interna do celular para acomodar uma melhor dissipação de calor do processamento

24 abr 2024 - 12h33
Compartilhar
Exibir comentários

A Apple está trabalhando em um novo sistema de resfriamento para o iPhone 16, que deve ser lançado pela empresa em setembro deste ano. De acordo com o perfil @negativeonehero, um usuário do X conhecido por vazar informações da empresa, os aparelhos terão chips de memória e processamento desconectados para suportar uma capacidade de processamento maior, já que os novos modelos devem vir equipados com a IA da empresa californiana.

O principal objetivo é evitar o superaquecimento do aparelho, um problema que o iPhone apresenta constantemente mesmo sem as ferramentas de IA — no lançamento do iPhone 15, muitos usuários reclamaram da temperatura do aparelho ao carregar ou mesmo no uso de apps simples, como o Instagram.

Além disso, a empresa quer trabalhar com uma potência de até 6 watts, um valor que possibilitaria uma maior dissipação do calor gerado pelo processador, em comparação aos menos de 5 watts que os atuais iPhones possuem hoje.

Para fazer essa mudança, o design interno do aparelho pode ser levemente modificado para acomodar a atualização. É esperado, segundo perfil do X, que o chip de memória pode vir desconectado do chip principal.

De acordo com o jornalista especializado em Apple da Bloomberg, Mark Gurman, a empresa está trabalhando em ferramentas de IA que não necessitem de conexão com a internet e possam ser processadas no próprio celular, que podem integrar traduções, transcrições e outros recursos que envolvam dados dos usuários.

A Apple porém não confirmou se deve trazer sua IA já nos próximos lançamentos ou quais seriam as novas ferramentas com a tecnologia na empresa.

Estadão
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade