PUBLICIDADE

Google e OFF trazem "previsão de mosquitos" para o Brasil

Com base no CEP do usuário, o OFF!Cast consegue identificar se a incidência de mosquitos estará elevada na região nos próximos sete dias

14 fev 2023 - 12h14
(atualizado às 15h32)
Compartilhar
Exibir comentários

A SC Johnson, dona da marca de repelente OFF, fez uma parceria com o Google Cloud e o Climate Engine para o lançamento de uma ferramenta de "previsão" da presença de mosquitos. A tecnologia consegue antever a chegada das muriçocas até sete dias antes a partir da análise de aspectos biológicos e ambientais.

A ferramenta é chamada OFF!Cast e foi lançada em maio do ano passado nos Estados Unidos, mas chega ao Brasil agora. Além de identificar a potencial presença dos mosquitos, também funciona como previsão meteorológica.

O acesso ao OFF!Cast é feito pelo site da OFF, disponível via desktop e celular, com base no CEP do usuário. A partir da localização, o serviço consegue analisar os dados climáticos da região e cruzá-los com o ciclo de vida do mosquito, o que permite a definição de uma previsão de aumento ou redução da incidência dos insetos.

Foto: Reprodução/SC Johnson / Canaltech

Como funciona o OFF!Cast?

O serviço acessa várias fontes de dados e usa um algoritmo para cruzamento de informações. O resultado é uma visão mais precisa da atividade dos mosquitos na região.

Segundo a OFF, todos os dados trafegam em um ambiente seguro do Google Cloud e vinculado ao Google Earth Engine. Os dados meteorológicos individuais são extraídos da base do Google Earth e traduzidos de maneira compreensível, bem como alinhados em um modelo de previsão, codificada por cores e com antecedência de uma semana.

Esse modelo foi criado no Centro SC Johnson para Ciência dos Insetos e Saúde da Família e por especialistas do Climate Engine. A estrutura é aplicada ao ciclo de vida de um mosquito, desde quando ele põe ovos até o momento da picada em um ser humano.

Prevenção de mosquitos

Quem preferir pode se inscrever em uma lista de transmissão para receber uma previsão semanal da onda de muriçocas. Essa medida pode ajudar a pessoa a se prevenir do incômodo, seja fugindo das picadas dolorosas que coçam, seja evitando doenças transmitidas por eles, como Dengue, Zika e Chikungunya.

Apesar do objetivo claro da ferramenta ser impulsionar a venda dos repelentes da marca — tanto que o recuso exibe os "produtos recomendados" —, ela pode ajudar as pessoas a adotarem alguns hábitos preventivos. Um deles é instalar telas mosquiteiras nas janelas para impedir a entrada dos insetos ou comprar os produtos automatizados que ligam na tomada para espantar os mosquitos.

No verão, também é importante tomar cuidado com a água parada em vasos de plantas, pneus, caixas d'água destampadas e objetos expostos às chuvas. Sabendo que mais mosquitos estão naquela região, a pessoa pode redobrar os cuidados para não ser picada.

Trending no Canaltech:

Canaltech
Compartilhar
Publicidade
Publicidade