PUBLICIDADE

E se o local do descobrimento do Brasil for este antigo vulcão?

No Dia do Descobrimento do Brasil, há quem discuta onde os portugueses desembarcaram; movimento sugere descoberta a partir do Pico do Cabugi, um antigo vulcão

22 abr 2024 - 14h42
(atualizado às 18h36)
Compartilhar
Exibir comentários

O aniversário de 524 anos do Dia do Descobrimento do Brasil é celebrado nesta segunda-feira (22). Apesar da história consolidada, há quem discuta se o que sabemos sobre a chegada dos portugueses é 100% preciso. Inclusive, alguns historiadores sugerem que a descoberta ocorreu após o avistamento do Pico do Cabugi, no Rio Grande do Norte, em substituição ao Monte Pascoal, em Porto Seguro, na Bahia. O novo ponto é conhecido por ser parte dos remanescentes de um "antigo vulcão" de origem magmática.

Foto: Expanalog/Unsplash / Canaltech

Há uma disputa por narrativas em relação ao descobrimento do Brasil, mas faltam evidências históricas e científicas para justificar esta revisão da história. Então, o Pico do Cabugi, uma estrutura associada a um vulcão extinto e um dos remanescentes da atividade vulcânica do território nacional, não é reconhecido como o local de descoberta do país.

Oficialmente, "o litoral diante do Monte Pascoal foi o ponto de desembarque da esquadra de Pedro Álvares Cabral, em 22 de abril de 1500, fato que lhe confere um caráter simbólico, pois ali foram escritas as primeiras páginas da história do Brasil", afirma o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em artigo.

Pico do Cabugi, no Rio Grande do Norte

Localizado na cidade de Angicos, o pico também é conhecido pelos nomes de  Serra do Cabugi ou Serrote da Itaretama. A associação do ponto com o descobrimento do Brasil se deve a sua elevada altitude, o que poderia supostamente ter "sinalizado" um indício de terra firme para os portugueses, os atraindo para a praia da cidade de Touros, no estado.

"O Pico do Cabugi é uma das mais altas serras no estado do Rio Grande do Norte, com sua forma cônica elevando-se a cerca de 500 m acima da planície", afirmam os pesquisadores do Departamento de Geologia Universidade Federal de Pernambuco (Ufpe), no livro Sítios Geológicos e Paleontológicos do Brasil

Segundo os pesquisadores, a estrutura geológica é descrita como um neck ("pescocço") vulcânico. Isso significa que, há milhões de anos, parte do cone vulcânico original foi preenchido por magma e, dessa forma, resistiu até os dias de hoje.

Descobrimento do Brasil?

Entre os defensores do local alternativo do descobrimento do Brasil, está o historiador Lenine Barros Pinto (1930-2019). Ele apresentou a tese nos livros Reinvenção do Descobrimento e Ainda a Questão do Descobrimento, onde conseguiu mobilizar outros defensores dessa visão.

Porto Seguro é local oficial de descobrimento do Brasil, apesar de "teoria" ligar os portugueses ao Pico do Cabugi, um antigo vulcão (Imagem: Heris Luiz Cordeiro Rocha/Wiki Commons/CC BY-SA 3.0)
Porto Seguro é local oficial de descobrimento do Brasil, apesar de "teoria" ligar os portugueses ao Pico do Cabugi, um antigo vulcão (Imagem: Heris Luiz Cordeiro Rocha/Wiki Commons/CC BY-SA 3.0)
Foto: Canaltech

Para justificar que os portugueses avistaram o Pico do Cabugi no lugar do Monte Pascoal, são usados diferentes argumentos, como o interesse da coroa portuguesa em manter imprecisa a localização da nova colônia, as correntes marítimas do Oceano Atlântico ou ainda à publicação tardia da carta de Pero Vaz de Caminha, aepnas nos anos 1810.

Versões do descobrimento do Brasil

Em busca de reescrever a história oficial do Brasil, Lenine não foi o único a sugerir fatos alternativos. Há supostos relatos de que o país já tivesse sido encontrado em 1498, por Duarte Pacheco Pereira, mas que, naquela época, ninguém desembarcou em solo brasileiro. 

Também existe a "teoria" de que o Brasil foi descoberto, de verdade, pelo espanhol Vicente Yáñez Pinzón, após chegar no estado de Pernambuco, em janeiro de 1500, alguns meses antes de Cabral. 

Povos originários

Apesar de toda a questão do ponto de chegada dos portugueses, é preciso lembrar que, de fato, o Brasil nunca foi descoberto e, há milhares de anos, o país com dimensões continentais já era habitado pelos povos indígenas, originários da nossa terra. Estudos recentes apontam que a ocupação na região da Amazônia ocorria há 10 mil anos, por exemplo.

Fonte: Iphan e Sítios Geológicos e Paleontológicos do Brasil    

Trending no Canaltech:

Canaltech
Compartilhar
Publicidade
Publicidade