PUBLICIDADE

Destaque da NASA: tornado raro é a foto astronômica do dia

A foto destacada pela NASA hoje mostra um tornado do tipo landspout. O fenômeno é pouco comum, e é conhecido por parecer mostrar um tornado dentro de outro

29 nov 2023 - 15h19
(atualizado às 18h10)
Compartilhar
Exibir comentários

Nesta quarta-feira (29), a foto destacada pela NASA mostra um tornado de um tipo pouco comum ocorrido em Kansas, nos Estados Unidos. O fenômeno já é conhecido, mas o que torna a imagem curiosa é que, nela, parece haver um tornado dentro de outro.

Foto: Brad Hannon / Canaltech

A foto abaixo mostra um grande tornado ao centro que aparece cercado por uma camada escura, provavelmente formada pelas partículas de poeira movimentadas.

Tornado do tipo landspout em Kansas (Imagem: Reprodução/Brad Hannon)
Tornado do tipo landspout em Kansas (Imagem: Reprodução/Brad Hannon)
Foto: Canaltech

O fenômeno é conhecido como landspout, nome criado pelo cientista atmosférico Howard B. Bluestein. O termo é usado para descrever tornados que se formam quando uma nuvem do tipo cumulus congestus ou cúmulo-nimbo está crescendo.

Os tornados landspout costumam ser mais fracos que aqueles associados a mesociclones. Por isso, eles raramente são detectados por radares meteorológicos.

O que são tornados?

Considerados alguns dos fenômenos meteorológicos mais violentos, os tornados são colunas de ar em rotação que se estendem das nuvens até chegar ao solo. Seus ventos podem atingir velocidades de 500 km/h ou mais, causando danos significativos por onde passam. Eles podem durar de alguns segundos a mais de uma hora, e podem ter impacto ainda maior devido às mudanças climáticas.

Os tornados se formam a partir de uma série de fatores. O primeiro deles é o aquecimento do solo, que faz com que o ar úmido suba e forme nuvens. Se houver ar suficiente, elas podem se tornar nuvens cúmulo-nimbo, de tempestades.

Caso os ventos tenham velocidade e direção adequadas, o ar que sobe para a nuvem de tempestades pode iniciar um movimento giratório, formando um mesociclone. A umidade do mesociclone alimenta a formação de uma nuvem girando com formato de funil — e, se ela tocar o solo, eis que surge um tornado.

Fonte: APOD

Trending no Canaltech:

Canaltech
Compartilhar
Publicidade
Publicidade