PUBLICIDADE

Como criar um prompt certeiro no ChatGPT?

Não sabe como extrair o melhor do ChatGPT? Veja dicas para criar prompts mais certeiros e refinados na ferramenta

28 fev 2024 - 10h00
(atualizado às 14h21)
Compartilhar
Exibir comentários

O ChatGPT é capaz de gerar respostas a partir de um comando de texto simples, mas é possível criar prompts ainda mais específicos e refinados que ajudam a IA a trazer um resultado mais completo e adaptado para as suas necessidades. Dessa forma, você evita respostas rasas e consegue extrair o melhor do chatbot

Foto: Levart_Photographer/Unsplash / Canaltech

Dicas para melhorar um prompt no ChatGPT

Não existe uma única fórmula de criar um comando certeiro na ferramenta da OpenAI, mas há uma série de dicas que ajudam na hora de desenvolver uma instrução. Veja algumas opções:

Forneça o máximo de contexto

O ChatGPT precisa da maior quantidade de informações adicionais para trazer um resultado personalizado, seja com um código de programação, texto para uma marca e por aí vai. 

Você pode trazer todo esse contexto na hora do prompt. Explique qual é o público-alvo que você deseja atingir com a resposta, o tom de linguagem que a IA deve seguir e se existe alguma informação que ela precisa compreender fora do modelo que a abastece — você pode oferecer um manifesto de marca para que o chatbot produza um texto de acordo com a proposta da empresa, por exemplo.

Não poupe caracteres

Não tenha medo de digitar prompts muito grandes: o ChatGPT não tem limite de caracteres para um comando de texto, então você pode caprichar nos detalhes e informações que considerar necessárias para a interpretação.

A parte mais importante é oferecer um comando direto e objetivo, ou seja, sem dar muitas voltas sobre o mesmo assunto

Escolha o formato e o tom

Às vezes, o ChatGPT pode responder com a informação que você quer, mas ela não está no formato ideal que você deseja. Por isso, é possível pedir para a IA refazer o mesmo texto com um tom de linguagem ou formato diferente.

Se o chatbot produziu um texto corrido, você pode pedir para que redistribua as mesmas informações numa lista com marcadores ou numa tabela, por exemplo. Caso o conteúdo esteja muito longo, você pode pedir para resumi-lo em algumas linhas ou alguns caracteres, como o limite de um post do X (antigo Twitter).

Explore diferentes formatos de resposta do ChatGPT (Imagem: Captura de tela/André Magalhães/Canaltech)
Explore diferentes formatos de resposta do ChatGPT (Imagem: Captura de tela/André Magalhães/Canaltech)
Foto: Canaltech

Defina como a IA vai responder

Também é possível escolher qual papel o ChatGPT vai desempenhar durante a conversa — isso é comum com os GPTs personalizados, que adaptam o chatbot para diferentes circunstâncias.

Além de informar o comando em texto, você pode solicitar que a IA responda como um professor ou um comediante, por exemplo, e receberá resultados diferentes sobre o mesmo conteúdo.

Refine o prompt

Nem sempre a IA traz o melhor resultado possível de primeira, mas isso não significa que é necessário refazer o prompt do zero — também é possível refinar o comando com novas mensagens na conversa. Dessa forma, a IA usa as informações obtidas anteriormente e reformula o material gerado.

Dê novas instruções à IA durante a conversa (Imagem: Captura de tela/André Magalhães/Canaltech)
Dê novas instruções à IA durante a conversa (Imagem: Captura de tela/André Magalhães/Canaltech)
Foto: Canaltech

Dê instruções ao ChatGPT

O chatbot possui uma tela de instruções que permite personalizar a IA e evita que o usuário informe o mesmo contexto para cada conversa com a ferramenta. O ajuste inclui informações consideradas necessárias para o ChatGPT criar um texto e como a pessoa deseja receber a resposta.

Veja como usá-lo:

  1. Abra o ChatGPT na web ou no aplicativo para celulares;
  2. Selecione a foto de perfil;
  3. Clique em "Personalizar ChatGPT";
  4. Preencha os campos de texto e salve.
Salve instruções personalizadas no ChatGPT (Imagem: Captura de tela/André Magalhães/Canaltech)
Salve instruções personalizadas no ChatGPT (Imagem: Captura de tela/André Magalhães/Canaltech)
Foto: Canaltech

Vale lembrar que o acesso aos GPTs personalizados é exclusivo aos assinantes do ChatGPT Plus, serviço pago da OpenAI.

Trending no Canaltech:

Canaltech
Compartilhar
Publicidade
Publicidade