PUBLICIDADE

COD: Warzone Mobile | O que esperar do Call of Duty para celular?

Novo game mobile da Activision quer transportar a experiência do Call of Duty: Warzone dos consoles e PCs para os celulares com Android e iOS

1 mar 2024 - 17h24
(atualizado em 12/4/2024 às 14h19)
Compartilhar
Exibir comentários

Uma nova era de tiroteio, correria e sobrevivência está prestes a começar nos celulares. Em 21 de março, a Activision lança Call of Duty: Warzone Mobile, a versão para Android e iPhone de um dos jogos mais populares da atualidade. E a missão é das grandes: transportar a experiência que todos já conhecemos nos PCs e consoles para os smartphones, de forma gratuita.

Foto: Divulgação/Activision / Canaltech

Com dois mapas disponíveis no lançamento, a ideia da desenvolvedora é aproximar as duas experiências. Os mapas de Versdank e Rebirth Island, por exemplo, já deram as caras nas versões "principais" de CoD: Warzone, enquanto o foco aqui também está no Battle Royale, o estilo de jogo em que os usuários caem em um cenário desarmados e devem coletar recursos, enquanto combatem entre si até que apenas um sobreviva — ao melhor estilo Fortnite de ser.

Existem, claro, algumas diferenças em relação à versão para computadores e consoles. Enquanto mapas, níveis de personagem, maestria com armas, equipamentos e até alguns pacotes de skin serão compartilhados, os jogadores de Call of Duty: Warzone Mobile não terão cross-play com as versões do game para PC, PlayStation e Xbox.

Isso se deve a algumas particularidades da experiência exclusiva para smartphones. Um exemplo é a quantidade de jogadores por partida, 120 nesta versão em relação a 150 na edição tradicional de Call of Duty: Warzone. O game mobile também terá uma distinção interna, com os usuários de emuladores Android, mouse e teclado, por exemplo, sendo separados daqueles que estão usando controles dedicados ou a touchscreen do celular durante as partidas.

Progresso dos jogadores será compartilhado entre Call of Duty: Warzone Mobile e as versões do game no PC, PlayStation e Xbox (Imagem: Divulgação/Activision)
Progresso dos jogadores será compartilhado entre Call of Duty: Warzone Mobile e as versões do game no PC, PlayStation e Xbox (Imagem: Divulgação/Activision)
Foto: Canaltech

Outros aspectos, porém, são totalmente compartilhados. O progresso obtido durante a volta para casa de metrô é compartilhado com a sua conta no PC e video game de casa. Da mesma forma, skins compatíveis que você já possua podem aparecer no smartphone; a recíproca também é verdadeira, inclusive para novas compras e até incentivos para pré-registro no app.

Quais as configurações para rodar Call of Duty: Warzone Mobile?

Durante os períodos de testes e todos o desenvolvimento do game, a Activision tentou entregar uma experiência que seja acessível, funcionando na maioria dos smartphones disponíveis no mercado. Por outro lado, também estamos falando de um título que é pesado mesmo nos PCs e consoles, com um pouco dessa herança também aparecendo na versão mobile.

De acordo com a produtora, aparelhos Android lançados de 2019 em diante não devem ter problemas. Veja as especificações para saber quais celulares podem rodar Call of Duty: Warzone Mobile:

Especificações mínimas para rodar CoD: Warzone Mobile no Android

  • GPU Adreno 618;
  • 6 GB de memória RAM;
  • 4 GB de armazenamento.

Configurações recomendadas para Call of Duty: Warzone Mobile no Android

  • GPU Adreno 660;
  • 8 GB de memória RAM;
  • 4 GB de armazenamento.

A compatibilidade com Call of Duty: Warzone Mobile também é garantida do iPhone 8 Plus em diante. NO iOS, o tamanho do arquivo no lançamento será de 2,7 GB, enquanto no Android, o download é um pouco maior, com 3,6 GB.

Quais são os modos de jogo de CoD: Warzone Mobile?

Além do Battle Royale, modalidade principal de Call of Duty: Warzone Mobile, outros quatro modos de jogos estarão disponíveis no lançamento do game. Enquanto a disputa para mais de uma centena de jogadores acontece em dois mapas, Verdansk e Rebirth Island, as modalidades adicionais incluem oito arenas na leva inicial. Confira:

Além do Battle Royale, Call of Duty: Warzone Mobile também terá modos multiplayer tradicionais em oito mapas (Imagem: Divulgação/Activision)
Além do Battle Royale, Call of Duty: Warzone Mobile também terá modos multiplayer tradicionais em oito mapas (Imagem: Divulgação/Activision)
Foto: Canaltech

Modos de jogo

  • Team Deathmatch (Mata-mata em equipe);
  • Domination (Dominação);
  • Search and Destroy (Localizar e Destruir);
  • Kill Confirmed (Baixa Confirmada).

Mapas

  • Scrapyard
  • TV Station
  • Vacant
  • Atlas Superstore
  • Storehouse
  • Shoot House
  • Storage Town
  • Shipment

Qual a diferença entre Call of Duty Mobile e Warzone Mobile?

Você pode até estar estranhando o grande lançamento da Activision. Afinal de contas, a empresa já possui uma versão da franquia de jogos de tiro para celulares. Lançado em 2019, Call of Duty Mobile foi desenvolvido em parceria com a Tencent e segue disponível para iOS e Android, de forma gratuita.

Nele, estão presentes tanto o modo Battle Royale quanto o multiplayer convencional, assim como os Zumbis, outro modo dos consoles e PC que ganhou o carinho dos jogadores. Call of Duty Mobile, aliás, repete nos celulares o sucesso das outras plataformas, com mais de 148 milhões de downloads apenas no seu primeiro mês e um prêmio de melhor game para celular em 2019, pelo The Game Awards.

O título, entretanto, é uma experiência individual e exclusiva do Android e iOS. É essa a principal diferença do título em relação a Warzone: Mobile que, como dito, compartilha progresso, níveis e outros atributos entre todas as edições do título, criando uma experiência mais integrada e aumentando a sensação de avanço para o jogador.

Outras diferenças entre os games incluem o modo Zombies, que não estará disponível no lançamento de CoD: Warzone Mobile. Ainda, o progresso obtido em Call of Duty Mobile não poderá ser transferido, pelo menos não nesta etapa inicial.

Call of Duty Mobile vai acabar?

Essa possibilidade foi citada diretamente em documentos revelados durante o processo de compra da empresa pela Microsoft. Nos papeis, a gigante afirma que, uma vez lançado Call of Duty: Warzone Mobile, a ideia é reduzir o suporte à versão anterior até que ela seja finalizada, enquanto os usuários serão incentivados a trocar de app.

A oferta mais recente parece ser o grande foco da Activision no momento, o que deixa dúvidas sobre o destino da versão original. A empresa, porém, já deixou claro que acabar com o game anterior não está nos planos e que pretende continuar entregando conteúdo e atualizações do game de forma frequente.

Trending no Canaltech:

Canaltech
Compartilhar
Publicidade
Publicidade