PUBLICIDADE

Vídeo capta erupção solar recente de alta intensidade; veja

Fenômeno foi registrado por sondas e é possível observar efeito na superfície do Sol. Energia equivale a milhões de bombas de hidrogênio

19 fev 2024 - 18h40
Compartilhar
Exibir comentários

A Nasa divulgou imagens de uma erupção solar que aconteceu na última quinta-feira, 15. Nos registros feitos por sondas e satélites, é possível observar o momento em que o sol ejeta plasma para o espaço. A erupção foi classificada na classe X, tida como a mais intensa pela agência americana.

De acordo com a Nasa, as erupções solares são os eventos explosivos mais poderosos do nosso sistema solar. As mais fortes têm a energia equivalente a um bilhão de bombas de hidrogênio, energia suficiente para abastecer o mundo inteiro durante 20 mil anos.

Segundo Alexandre Zabot, Doutor em Astrofísica e professor da UFSC, o acontecimento faz parte do chamado ciclo solar que dura cerca de 11 anos para ser concluído e novamente reiniciado. Outros três eventos já haviam sido registrados no atual ciclo do Sol, nos dias 14 e 31 de dezembro de 2023 e no dia 9 de fevereiro, neste ano. "Em 2024, o sol está passando por um período de bastante atividade", ele destaca.

Mesmo com tamanha distância da Terra, erupções solares têm potencial impacto em nosso planeta. Se a explosão ocorrer voltada para a Terra, o material despejado pelo Sol pode representar impactos. "Ele pode interagir com satélites, queimando circuitos, causando problemas nos equipamentos e até mesmo chegando ao solo", diz Zabot.

A Nasa afirma ainda que as explosões não são diretamente prejudiciais à saúde dos humanos no solo, isso porque a atmosfera terrestre absorve grande parte da radiação emitida pelo Sol. Segundo a agência, o astro é mantido em constante vigilância para monitorar as explosões de classe X, como as registradas na última quinta-feira.

A vigilância se deve à possibilidade de emitir aviso prévio, o que colabora com a preservação de satélites e naves espaciais.

Estadão
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade