PUBLICIDADE

Tem chuva de meteoros Líridas em abril! Saiba como ver

A chuva de meteoros Líridas chega ao pico no fim de abril, e promete belos meteoros no céu. Saiba os melhores horários para observar o fenômeno

1 abr 2024 - 17h42
(atualizado às 21h42)
Compartilhar
Exibir comentários

O mês de abril chegou trazendo vários eventos astronômicos incríveis. Um deles é a chuva de meteoros Líridas, que começa durante a metade do mês e se estende até o dia 25, com pico previsto para a madrugada dos dias 21 e 22.

Foto: Prokhor Minin/Unsplash / Canaltech

Quem quiser observar a chuva vai ter que se preparar para dormir um pouco mais tarde. É que o radiante (a direção de onde os meteoros parecem vir) dela fica na constelação de Lira, visível perto da estrela Vega a partir da meia-noite. 

A má notícia é que a Lua vai estar quase na fase cheia quando a chuva estiver perto do pico. O brilho do nosso satélite natural pode acabar ofuscando os meteoros Líridas mais fracos, e por isso, a dica é esperar a Lua se pôr para observá-los. 

O esperado é que a chuva traga cerca de 18 meteoros por hora em seu auge, incluindo os chamados meteoros bolas de fogo. No entanto, o radiante do fenômeno fica bem ao norte, o que significa que observadores no hemisfério sul devem ver menos meteoros que aqueles que estiverem no norte. 

Radiante da chuva de meteoros Líridas a partir da 3h, após a Lua se pôr (Imagem: Captura de Tela/Stellarium)
Radiante da chuva de meteoros Líridas a partir da 3h, após a Lua se pôr (Imagem: Captura de Tela/Stellarium)
Foto: Canaltech

Mesmo assim, vale tentar. Os meteoros Líridas são conhecidos por deixarem um rastro de gás ionizado, que permanece brilhante no céu por alguns segundos depois de terem passado.

Conheça a chuva de meteoros Líridas 

As chuvas de meteoros são belos eventos causados por pedacinhos de rochas espaciais que, um dia, fizeram parte de cometas ou de grandes asteroides — os meteoros Líridas, por exemplo, vêm do cometa C/1861 G1 Thatcher.

Abaixo, você confere os meteoros Líridas vistos da Estação Espacial Internacional em um vídeo capturado pelo astronauta Don Pettit:

Quando a Terra passa por alguma região no espaço repleta destes fragmentos, eles atravessam a atmosfera do nosso planeta e são queimados, deixando rastros brilhantes no céu. É por isso que as chuvas de meteoros acontecem mais ou menos na mesma época todos os anos. 

Os meteoros Líridas são observados há mais de 2.500 anos, sendo uma das mais antigas chuvas de meteoros conhecidas. O primeiro registro do fenômeno foi feito por astrônomos chineses em 687 a.C.

Trending no Canaltech:

Canaltech
Compartilhar
Publicidade
Publicidade