PUBLICIDADE

Cientistas acham pegadas de 210 milhões de anos parecidas com as de pássaros

Pegadas semelhantes às de pássaros, mas 60 milhões de anos antes dos seus fósseis mais antigos, foram achadas em Lesoto, no sul da África. Seriam ancestrais?

6 dez 2023 - 23h01
(atualizado em 7/12/2023 às 13h13)
Compartilhar
Exibir comentários

Cientistas encontraram pegadas semelhantes às de pássaros no Lesoto, no sul da África, com 210 milhões de anos — mas elas foram deixadas por um animal desconhecido, provavelmente uma das primeiras espécies de dinossauro existentes. O fóssil de pássaro mais antigo conhecido é 60 milhões de anos mais novo do que a evidência, caracterizada pela marca tridáctila, ou seja, deixada por uma pata que continha três dedos.

Foto: Abrahams, Bordy/PLoS One / Canaltech

Os pássaros são um dos grupos animais mais diversos do mundo, com cerca de 10.000 espécies existentes. A história de sua evolução, no entanto, é bastante nebulosa. Eles vêm dos dinossauros, sem dúvida, já que estão ligados ao grupo dos Maniraptora, terópodes que faziam parte dos mais famosos répteis do passado. Quando a diferenciação entre as espécies aconteceu, no entanto, é alvo de discussões intermináveis.

Quando surgiram os pássaros?

Os fósseis dos pássaros mais antigos do mundo são datados entre o Jurássico Médio e o Superior, de 150 a 160 milhões de anos atrás. Eles são de Aurornis, Anchiornis, Archaeopteryx e Xiaotingia, que já eram diferentes o suficiente dos dinossauros para serem seu próprio grupo voador.

Análises das pegadas semelhantes às de aves revelaram que podem ter sido feitas por dinossauros primitivos, antes de se diferenciarem o bastante para se tornarem pássaros (Imagem: Abrahams, Bordy/PLoS One)
Análises das pegadas semelhantes às de aves revelaram que podem ter sido feitas por dinossauros primitivos, antes de se diferenciarem o bastante para se tornarem pássaros (Imagem: Abrahams, Bordy/PLoS One)
Foto: Canaltech

Já pegadas de dinossauros semelhantes às das aves aparecem desde o final do período Triássico. Acredita-se que as primeiras aves das quais temos fósseis surgiram no início do Jurássico ou pouco antes dele, mas há poucos ossos para sustentar a teoria de maneira sólida.

Todos os fósseis de criaturas semelhantes aos pássaros, então, são muito importantes para entendermos a evolução desses bichos. Os cientistas analisaram as pegadas encontradas recentemente e reavaliaram outras já conhecidas em quatro locais em Lesoto, anteriormente atribuídas ao icnogênero (ou seja, tipo de rastro deixado por um animal) Trisauropodiscus.

Várias pegadas com três dedos foram associadas a esse tipo de criatura em meados do sécuo XX. Há muito se debate se esse icnogênero é mais próximo das aves ou dos dinossauros — alguns cientistas acreditam que sejam pegadas de Anomoepus, do lado dos dinos, e outros de Gruipeda, do lado dos pássaros.

Segundo os pesquisadores, foram encontrados dois tipos diferentes de pegadas Trisauropodiscus, uma mais próxima das aves e outra mais próxima dos dinossauros não-avianos, ou seja, que não são ancestrais das aves. Além da possibilidade de que dinossauros primitivos tenham feito as pegadas mais antigas encontradas, com 210 milhões de anos, é possível que outros répteis tenham evoluído para ter patas como as das aves, em uma evolução convergente não relacionada aos animais.

Fonte: PLoS One

Trending no Canaltech:

Canaltech
Compartilhar
Publicidade
Publicidade