PUBLICIDADE

5 coisas que o Bing faz melhor que o Google

Conheça cinco características em que o Bing se destaca em relação ao concorrente Google na oferta de recursos e ferramentas de busca

13 abr 2024 - 14h00
(atualizado em 14/4/2024 às 17h15)
Compartilhar
Exibir comentários

No segmento de mecanismo de busca na web, o Google domina há anos a liderança do mercado, e suas atualizações de algoritmo ainda pautam os negócios digitais que dependem da visualização na sua página de resultados. No entanto, o buscador Bing da Microsoft possui algumas ferramentas que superam as soluções do seu famoso concorrente.

Foto: Alveni Lisboa/Canaltech / Canaltech

O Canaltech lista abaixo alguns recursos e diferenciais encontrados no Bing.

Coisas que o Bing faz melhor que o Google

Conheça cinco motivos para usar o Bing no lugar da Busca do Google.

1. Página inicial

Uma grande diferença entre os buscadores está na apresentação da página inicial na web. Enquanto o Google se limita a exibir uma página em branco com o campo básico de pesquisa, o Bing permite personalizar a experiência com cards com as notícias em alta, informações sobre o clima local, além de um menu com links para imagens, vídeos, mapas, viagens e outros serviços.

Vale notar também que o Bing traz todos os dias uma nova imagem de fundo na página inicial com a exibição de belas imagens da natureza, paisagens ou locais turísticos. No canto inferior, é possível obter mais informações sobre a foto, navegar entre as imagens dos dias anteriores e até fazer download dos arquivos.

Apresentação da página inicial do Bing (Imagem: Captura de tela/Guilherme Haas/Canaltech) 
Apresentação da página inicial do Bing (Imagem: Captura de tela/Guilherme Haas/Canaltech)
Foto: Canaltech

2. Integração com Copilot

A integração com ferramentas de IA generativa se tornou fundamental para os mais diferentes serviços que usam tecnologia, e os mecanismos de busca não poderiam ficar de fora.

O Google conta com uma experiência de pesquisa generativa que apresenta na página de resultados (a SERP) uma resposta em texto similar aos chatbots convencionais. Porém, os recursos do Bing com o Copilot (chamado anteriormente de Bing Chat) são mais completos e avançados.

Na página inicial do Bing, é possível clicar diretamente no botão da IA para obter uma resposta gerada pelo Copilot, que utiliza o modelo de linguagem GPT-4 da OpenAI.

Além disso, o Copilot conta com o DALL-E 3 — modelo que permite gerar imagens a partir de texto — dentro da ferramenta "Designer Image Creator". Com ela, é possível soltar a imaginação e solicitar a criação de imagens com riqueza de detalhes em poucos segundos.

Bing conta com o Copilot, sua IA integrada (Imagem: Captura de tela/Guilherme Haas/Canaltech)
Bing conta com o Copilot, sua IA integrada (Imagem: Captura de tela/Guilherme Haas/Canaltech)
Foto: Canaltech

3. Mais informações na SERP

Em muitos termos de pesquisa, os buscadores apresentam uma variedade de formatos para apresentar os resultados — como carrosséis, snippets, cards e perguntas relacionadas.

Na comparação entre as SERP do Google e do Bing, é possível notar na segunda, em geral, uma maior quantidade de informações úteis e com melhor organização visual na tela. 

Em pesquisas sobre famosos, por exemplo, o Bing apresenta um carrossel de dados pessoais, links de termos associados, vídeos e fotos, além de ícones de redirecionamento para redes sociais.

Vale notar, porém, que o Google apresenta resultados mais completos para jogos de futebol e outros eventos esportivos, com uma tabela de dados sobre últimas partidas, próximos jogos, classificação em campeonatos e lista de jogadores.

Bing reúne mais informações úteis no início da SERP (Imagem: Captura de tela/Guilherme Haas/Canaltech)
Bing reúne mais informações úteis no início da SERP (Imagem: Captura de tela/Guilherme Haas/Canaltech)
Foto: Canaltech

4. Mais filtros na busca por imagens

O Google e o Bing também se diferenciam bastante na quantidade de recursos para filtrar resultados de busca por imagens. O buscador mais popular tem menos opções de filtros do que a solução da Microsoft.

No Bing, é possível refinar a pesquisa por layout da imagem (quadrado, horizontal ou vertical) e escolher ver apenas resultados de faces ou "cabeça e ombros" para busca de pessoas. Além disso, há mais alternativas nos campos de tipo, licença e tamanho da imagem (incluindo extragrande).

É possível ainda refinar os resultados por tamanho, cor, tipo de imagem e layout, tornando mais fácil encontrar exatamente o que estão procurando.

Há mais filtros para realizar busca por imagens no Bing (Imagem: Captura de tela/Guilherme Haas/Canaltech)
Há mais filtros para realizar busca por imagens no Bing (Imagem: Captura de tela/Guilherme Haas/Canaltech)
Foto: Canaltech

5. Pontos no Microsoft Rewards

Além dos recursos extras e diferenciais, o Bing ainda recompensa os usuários através do programa Microsoft Rewards, onde você pode acumular pontos simplesmente por utilizar o buscador.

Os pontos podem ser trocados por doações, assinaturas, gift cards, créditos na Microsoft Store ou outros produtos da Big Tech. Para participar do programa, é necessário fazer o cadastro de uma conta Microsoft e acessar os serviços da empresa com a conta logada para somar pontos.

O Bing rende pontos no programa Microsoft Rewards (Imagem: Captura de tela/Guilherme Haas/Canaltech)
O Bing rende pontos no programa Microsoft Rewards (Imagem: Captura de tela/Guilherme Haas/Canaltech)
Foto: Canaltech

Veja também como ganhar pontos no Microsoft Rewards e descubra mais sobre o programa de recompensas.

E o que o Google faz melhor?

O Bing pode se destacar em vários aspectos, mas há também outras características que favorecem a solução da gigante de Mountain View. Confira quatro coisas que o Google faz melhor que o Bing.

Trending no Canaltech:

Canaltech
Compartilhar
Publicidade
Publicidade