PUBLICIDADE

Usei o medidor de glicose da Ultrahuman por 2 semanas sem ser diabético. Aprendi algo sobre meu corpo, mas não é para todos

Veja os principais impactos da glicose no organismo que um repórter descobriu após fazer esse experimento

13 jun 2024 - 16h00
(atualizado em 15/6/2024 às 15h00)
Compartilhar
Exibir comentários
Xataka
Xataka
Foto: Minha Vida

Qual experiência que uma pessoa que não é diabética ou não tem problemas de glicose alta pode ter ao usar um medidor de glicose? Foi o que o repórter Javier Lacort do portal Xataka quis saber ao realizar esse experimento. 

O jornalista passou duas semanas usando o adesivo medidor de glicose conectado ao aplicativo da marca Ultrahuman e afirmou que aprendeu muitas coisas sobre o seu corpo com os dados extraídos do dispositivo. 

O MinhaVida esclareceu as funções desse medidor de glicose, detalhou as informações privilegiadas que o repórter teve com esse experimento e apontou em quais casos o aparelho pode ser usado além dos pacientes com diabetes. Acompanhe!

Entenda como funciona o medidor de glicose

O medidor de glicose é um dispositivo adesivo pequeno e circular, que lembra bastante uma moeda de 1 real. Ele deve ser aplicado no lado inferior do seu antebraço para medir os níveis de glicose ao longo do dia. O repórter disse que a aplicação do medidor não dói, que sentiu apenas um pequeno beliscão e que, ao longo do dia, mal se lembrava que estava usando o adesivo. 

O aparelho se conecta a um aplicativo da Ultrahumam direto do seu smartphone e envia todas as informações via Bluetooth. De acordo com Javier, esse app foi feito para aquelas pessoas que querem conhecer melhor seu corpo e entender o que causa os picos de glicose: refeições, quantidades, esforços, entre outras atividades.

Foto: Minha Vida

...

Veja mais

Veja também

Quantos anos você tinha quando descobriu que comer essa fruta faz despencar o açúcar no sangue?

Ozempic para emagrecer: seus efeitos e riscos além da polêmica e segundo a ciência

Ops! 7 sinais que o seu corpo dá de que você anda comendo açúcar demais

Doença que mais interna bebês em hospitais no inverno tem prevenção simples e médico ensina

A jovem mulher brasileira comum consegue pagar pelo congelamento de óvulos? Veja quanto costuma custar

Minha Vida
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade