Roma previne atos inadequados em fontes históricas com multas

12 jun 2017
08h59
  • separator
  • comentários

A prefeita de Roma, Virginia Raggi, assinou nesta segunda-feira um regulamento que prevê multas de até 240 euros para pessoas que tenham condutas "contrárias às regras do decoro urbano" em 40 fontes da capital italiana.

As multas, que vão de 40 a 240 euros, serão efetivas para que as pessoas deixem de acampar, consumir bebidas e alimentos nas fontes, sentar e subir nas mesmas, jogar líquido ou utilizá-las para lavar roupa e animais.

Com estas multas a câmara municipal de Roma pretende "garantir a adequada defesa do patrimônio histórico, artístico e arqueológico de Roma".

A medida afeta 40 fontes que contam com um particular interesse histórico, entre elas a Fontana di Trevi, a Fontana della Barcaccia na Piazza di Spagna, a de Nettuno em Piazza Navona e a de Dea Roma em Piazza do Campidoglio, onde está localizada a sede da câmara municipal.

O regulamento será válido até 31 de outubro e responde a este período de férias no qual a capital italiana recebe uma grande afluência de turistas que, em algumas ocasiões, utilizam as fontes de Roma como refresco perante as altas temperaturas.

EFE   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade