Dois anos pelo mundo

Priscila e Henrique se organizaram e decidiram fazer um mochilão de dois anos

11 mar 2019
09h00
  • separator
  • 0
  • comentários

A Priscila e o Henrique são um jovem casal de empresários brasileiros que decidiram encarar um mochilão de 2 anos pelo mundo. Se organizaram financeiramente e conseguiram manter a gestão de suas empresas, no Brasil, à distância. Se prepararam emocionalmente e estão há quase 1 ano vivendo uma experiência transformadora.

Começaram a jornada na Holanda e, até agora, já passaram pela Noruega, Itália, Vaticano, Eslovênia, Croácia, Espanha, Marrocos, Portugal, Irlanda, Irlanda do Norte, Alemanha, Namíbia, Zâmbia, Botsuana, Moçambique, Tanzânia e Egito…e tem muito mais pela frente!

Dois anos pelo mundo
Dois anos pelo mundo
Foto: @pandaspelomundo

Por que viajar?

Sempre fomos apaixonados por quebrar a nossa rotina, arrumar as malas e sair rumo a um lugar novo. Isso nos faz muito bem e nos deixa memórias lindas. Quando viajamos entramos numa sintonia diferente com o mundo. Parece que ficamos mais aberto, mais receptivos e até mais sensíveis com o que está a nossa volta. Apertamos mais fundo o botão do “modo viver”!

De onde surgiu a ideia do mochilão de 2 anos?

Surgiu durante uma viagem, acredita? Rsrs. Estávamos em uma viagem de motorhome na Nova Zelândia quando começamos a falar a respeito. Inicialmente cogitamos a ideia de imigrar temporariamente pra lá, mas o fato de nos fixarmos em único lugar nos incomodou um pouco.

Então pensamos: porque não viajamos para vários países ao invés de ficar em apenas um? A princípio seria apenas 1 ano, mas achamos que não seria o suficiente para viver uma experiência imersiva. Ficamos com receio de que uma viagem de 1 ano nos daria a impressão de ter sido apenas umas férias um pouco mais prolongadas e queríamos mais do que isso.

Dois anos pelo mundo
Dois anos pelo mundo
Foto: @pandaspelomundo

Qual foi, afinal, o objetivo da viagem?

Muito mais do que apenas conhecer e tirar fotos em pontos turísticos, as palavras de ordem para esta viagem são transformação, experiência e aprendizado. Queremos que a viagem nos tire do “piloto automático” e nos transforme como seres humanos e como casal. Queremos que seja um grande marco em nossas vidas e nos dê uma nova perspectiva sobre o mundo e as pessoas. Estamos certos de que vai ser uma experiência muito mais antropológica do que turística.

Dois anos pelo mundo
Dois anos pelo mundo
Foto: @pandaspelomundo

Como se prepararam para as particularidades de cada destino (línguas, moedas, vistos, vacinas)?

Depois que decidimos o roteiro, ficou mais fácil. Pesquisamos sobre cada país e nos preparamos de acordo. Principalmente para os países que exigem visto (como Japão, Austrália etc) ou vacina que precisa ser tomada ainda no Brasil (como Febre Amarela).

Idioma – hoje em dia com um inglês razoável você viaja pra qualquer lugar. E mesmo naqueles países onde a população não fala tão bem dá pra se virar com tradutores online e mímica, que é uma linguagem universal, rsrsrs.

Grana – pesquisamos extensivamente e chegamos na solução que consideramos a melhor pra nós: abrimos uma conta em um banco brasileiro que possui um braço nos EUA. A partir daí conseguimos abrir uma conta internacional que está nos ajudando a economizar MUITO, pois não pagamos taxas tão abusivas pra sacar dinheiro e/ou usar cartão de débito.

Como definiram o roteiro?

Fizemos uma lista inicial e despretensiosa dos países que queríamos muito visitar e fomos lapidando o roteiro, considerando variáveis como custo, atratividade, quantidade de dias necessários, riscos, proximidade com outros destinos etc. Outra coisa que pesou bastante também foi o tamanho do choque cultural, pois queremos nos expor a isto em vários momentos, como será o caso dos países menos ocidentalizados como China, Coréia do Sul, Irã, Índia e outros.

Dois anos pelo mundo
Dois anos pelo mundo
Foto: @pandaspelomundo

Como foi a preparação financeira e emocional?

Do ponto de vista financeiro, vendemos algumas coisas, como nosso carro e tudo o que tínhamos em casa (móveis, eletrodomésticos). Recebemos a rescisão trabalhista da empresa onde eu – Rick – trabalhei por 9 anos. Mas o principal motor para nos mantermos por estes 2 anos pelo mundo tem sido nossas empresas, que mantemos funcionando normalmente durante este período, atuando à distância.

Do ponto de vista emocional tivemos que desapegar de algumas coisas e saber, de antemão, que a saudade ia doer muito em alguns momentos. Sabíamos que não estaríamos presentes em ocasiões importantes da vida de nossos familiares e amigos, como casamentos e nascimentos de filhos. Por outro lado, convivemos com a certeza de que tudo o que vivemos e aprenderemos ao longo da viagem vai compensar as perdas e saudades. Além disso, temos a certeza de que voltaremos… 2 anos passam rapidinho!

Dois anos pelo mundo
Dois anos pelo mundo
Foto: @pandaspelomundo

Dos destinos que já visitaram, qual o mais bonito, mais especial ou que traz as melhores recordações?

Hum… difícil essa pergunta! Cada lugar tem o seu sabor, sua personalidade. Do ponto de vista da Natureza, talvez a gente se arrisque dizer Noruega, principalmente porque tivemos a possibilidade de acampar em muitos lugares maravilhosos e sem mais ninguém por perto. De praias, Portugal (região do Algarve) e Croácia. De experiência com animais, a Botsuana. Do ponto de vista cultural, talvez o Marrocos. Do ponto de vista histórico, o Egito e a Itália. Do ponto de vista gastronômico, Portugal! Rsrsrsrs… Viu? É muito difícil de responder!

Dois anos pelo mundo
Dois anos pelo mundo
Foto: @pandaspelomundo

E quais as expectativas para o futuro?

Para sermos bem honestos, não estamos preocupados com o futuro neste momento. Nosso objetivo é viver um dia de cada vez. Curtir devagarzinho cada pedacinho deste mundão. Queremos viver no modo “aqui e agora”. Até porque nossa cabeça está mudando tanto desde que iniciamos a jornada. A única certeza que temos é que um pouco depois de voltar vamos nos reproduzir e colocar mais um pandinha neste mundão! Rsrsrsrsr.

Dois anos pelo mundo
Dois anos pelo mundo
Foto: @pandaspelomundo

Pandas (Pri e Rick), parabéns pela coragem, iniciativa e foco na realização deste sonho. Continuarei acompanhando suas aventuras no IG @pandaspelomundo!

Sigam bem e até a volta!

Veja também:

Bell se despede da folia em 2019 e agradece aos espectadores

 

Viagem de Família
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade