Eles falam se a forma física das mulheres influencia na relação

Os entrevistados pelo Terra afirmaram que a discriminação contra mulheres obesas é forte entre os homens e que a maioria hesita em se envolver

17 out 2013
07h32
atualizado às 08h26
  • separator
  • 0
  • comentários

Nas últimas semanas, o casamento entre os personagens Perséfone (Fabiana Karla) e Daniel (Rodrigo Andrade) da novela Amor à Vida levantou a questão da discriminação às pessoas com excesso de peso. A personagem foi chamada de “gorda” e criticada pela família do noivo. Fora da ficção, a realidade não é muito diferente. Os entrevistados pelo Terra, mesmo após afirmarem que o importante é a personalidade e conteúdo da mulher, confessaram que o preconceito contra as obesas ronda o universo masculino e que a maioria dos homens hesita em assumir um relacionamento com uma parceira no perfil.

A personagem Perséfone (Fabiana Karla) sofreu discriminação e foi humilhada pela família do noivo Daniel (Rodrigo Andrade)
A personagem Perséfone (Fabiana Karla) sofreu discriminação e foi humilhada pela família do noivo Daniel (Rodrigo Andrade)
Foto: TV Globo / Divulgação

“Não é o peso que define o caráter da pessoa”, disse o faturista Fabricio Goes. Porém, segundo o analista de tecnologia Bruno Lakatos, não dá para negar que o preconceito existe como problema cultural em que as “garotas bonitas são magras” e as “gordinhas não se encaixam no padrão de beleza”. Lakatos afirmou ainda que os galãs ficam envergonhados em estar ao lado de uma mulher que não seja considerada tão bonita quanto ele pela sociedade.  Para o auxiliar administrativo Thiago Fortes, o homem quer alimentar o ego e “quanto mais bonita a mulher, mais a exibe como troféu”.

Não é comum Fortes e Lakatos se interessarem por mulheres obesas, segundo eles. O analista de tecnologia, por exemplo, disse que “quando está em uma balada, onde não conhece as pessoas, procura as mais belas de rosto e corpo”. Fortes não foi tão incisivo, confessou não ter vivido a situação nem ter planos para isso, mas disse que os quilos a mais não seriam empecilho para ele se envolver com alguém. “Procuro uma mulher íntegra e com personalidade forte, odeio as volúveis e sem opinião. Mas acho que da mesma forma que eu me cuido, ela pode se cuidar”, acrescentou.  

A situação de Goes e do assistente de marketing José Carlos Rodrigues Júnior é completamente diferente: o primeiro coloca a aparência em segundo plano e o segundo tem as mulheres “gordinhas” como o tipo preferido. “Sinto atração física, além de elas serem mais esforçadas, lerem mais, terem mais cultura e serem mais carinhosas”, explicou Júnior. O assistente de marketing, se tem algum preconceito, é em relação às magras. “Mulher gordinha tem mais imaginação, com as magras é tudo sem graça”, disse.

O preconceito dos outros
O gosto de Júnior é motivo de piadas entre os amigos. “Quando estou na mesa e aparece uma mulher, me avisam com um pouco de sarcasmo. Outros já são mais diretos e falam: ‘você gosta, mesmo? É mentira, certo?’”, relatou. Nas rodas masculinas, as mulheres obesas ou às vezes apenas as que estão acima do peso não passam ilesas: entre os comentários maldosos estão “baleia, gorducha, rolha de poço, e chupeta de baleia”, exemplificaram os entrevistados.

“As pessoas acreditam que os parceiros têm que ser iguais, isso acontece não só com gordinhos, mas com asiáticos, negros, entre outros, pois pensam que a gordinha tem que namorar o gordinho e assim sucessivamente”, comentou Lakatos. Foi justamente a opinião apresentada pelos pais do personagem Daniel de Amor à Vida. Se estivessem no lugar dele, os entrevistados ficariam chateados e se afastariam das pessoas que desrespeitaram a parceira. “Não importa como a pessoa é, mas o quanto ela vai me fazer feliz”, completou Junior.

<a data-cke-saved-href="http://mulher.terra.com.br/infograficos/posicoes-kama-sutra-para-crise-3-anos/" href="http://mulher.terra.com.br/infograficos/posicoes-kama-sutra-para-crise-3-anos/">Kama Sutra - Posições para apimentar o sexo</a>
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade