PUBLICIDADE

Sujou! Hackers vazam dados do site de traição Ashley Madison

Quase 10GB de informações dos usuários foram divulgadas na web

19 ago 2015 16h51
ver comentários
Publicidade
Foto: Reprodução

O site Ashley Madison causou polêmica ao incentivar seus usuários a trairem suas esposas. O site de traições que prometia encontros com mulheres mais novas a seus clientes foi hackeado e as informações pessoais dos internautas foram divulgadas na web. As informações são do Independent.

Siga Terra Estilo no Twitter

O grupo responsável pelo ataque, o Impact Team, também teria hackeado dados de dois outros sites semelhantes, o Cougar Life e Established Men.

Eles teriam notificado as empresas sobre o roubo de informações. "A Avid Life Media foi instruída a tirar o Ashley Madison e o Established Men do ar permanentemente, ou nós iríamos liberar todos os dados dos clientes, incluindo perfis com os fantasias sexuais dos usuários, compras por cartão de crédito, nomes verdadeiros, endereços e e-mails", escreveu o grupo em comunicado.

Apesar do aviso, o site permaneceu no ar e quase 10 gigabytes de informações foram divulgadas online. 

O motivo que levou o grupo a hackear informações do site de traições foi o preço cobrado caso o usuário quisesse cancelar sua conta e apagar todos os seus dados do sistema, cerca de R$ 57.

Em comunicado, o empresa responsável pelo Ashley Madison se retratou e pediu desculpas pela "estupidez". "Nós expomos o engano e estupidez dos membros da Avid Life Media (em não tirar o site do ar)... Há chances de seu parceiro ter se inscrito no maior site de affair do mundo, mas nunca ter tido um. Ele apenas tentou. Se essa distinção importa."

 

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade