Quais os tipos de aparelho disponíveis? Especialista explica

Tire todas as suas dúvidas sobre os aparelhos dentais com o nosso especialista

9 out 2020
10h00
  • separator
Foto: Pexels

Quais são os principais aparelhos dentais disponíveis e para quais casos eles são indicados? Para tirar essa e outras dúvidas, conversamos com o Dr Paulo Zahr, dentista e presidente da OdontoCompany. Confira!

Quais os tipos de aparelho disponíveis?
Aparelho metálico convencional é o tipo mais comum de aparelho utilizado e apresenta uma excelente eficácia para a grande maioria dos problemas dentários. Sua estrutura é composta por bráquetes metálicos, fio, bandas ou tubos e utiliza ligaduras elásticas (as famosas borrachinhas coloridas).
Aparelho de porcelana convencional é uma opção mais discreta, pois apresenta os mesmos componentes dos aparelhos metálicos. Contudo, sua diferença fica na composição dos materiais utilizados. Essa opção pode ser confeccionada em materiais como a cerâmica, a safira e, principalmente, a porcelana. Temos também o aparelho autoligado, que pode ser confeccionado tanto em metal quanto em porcelana. Esse tipo de aparelho dispensa o uso das borrachinhas, já que o fio utilizado para a movimentação do aparelho é preso diretamente ao bráquete por meio de um mecanismo de pressão.

Além dos três principais tipos de aparelhos que citamos acima, também é possível encontrar opções como os aparelhos linguais, também conhecidos como aparelhos invisíveis, que ficam colado na superfície interna dos dentes e utiliza as mesmas borrachas e outros componentes das opções convencionais.

Outra opção são os alinhadores estéticos, que são placas transparentes confeccionadas, geralmente, em silicone ou acetato, materiais derivados do plástico. Esses alinhadores são feitos de forma personalizada com o auxílio de um software e ficam praticamente invisíveis.

Para qual finalidade é destinado cada aparelho?
Os dois primeiros citados são aparelhos estéticos e podem ser utilizados para corrigir a maior parte dos desalinhamentos e qualquer paciente pode optar por esses modelos. A desvantagem, do autoligado, entretanto, fica no valor (mais elevado do que o aparelho metálico) e na resistência dos materiais, que exigem maior cuidado.

Qual a idade indicada para começar a usar aparelho?
Em geral, por volta dos 6 anos já é possível identificar questões que podem se beneficiar com o tratamento ortodôntico. Com essa idade, a criança se encontra na primeira fase de troca da dentição e o profissional poderá avaliar vários pontos, como mordida inadequada; cáries; estrutura óssea e proporcionalidade entre os ossos da face (como as crianças que têm o queixo muito para frente ou o céu da boca mais estreito); má postura da língua, etc.

Existe alguma contra-indicação para o uso do aparelho?
Não é indicado antes da primeira fase de troca da dentição que acontece por volta dos 6 anos. Além disso, alguns tipos podem ser menos confortáveis para algumas pessoas. É importante destacar que todos os tipos de aparelhos ortodônticos citados apresentam grande eficácia e trazem resultados positivos no tratamento de problemas dentários. Contudo, é preciso a colaboração constante do paciente para priorizar os cuidados de higienização, visto que qualquer dispositivo acoplado à cavidade bucal resulta em um acúmulo de resíduos e placa bacteriana. Negligenciar esses cuidados, portanto, pode dificultar o bom andamento do tratamento. Em geral o aparelho metálico é mais aceito por jovens e menos aceito pelos adultos. O fator estética também é importante e deve ser levado em conta junto ao paciente.

A idade interfere no resultado?
Após os seis anos, e nas situações listadas acima o uso deve ser iniciado o quanto antes, permitindo “guiar” corretamente o crescimento ósseo da face e até o nascimento adequado dos dentes permanentes, evitando problemas futuros. Vele ressaltar que pode ser também que o dentista recomende que a criança seja acompanhada por outros profissionais junto do tratamento ortodôntico, como o fonoaudiólogo, especialmente em casos nos quais existe uma má postura da língua.
 

Fonte: FF Este conteúdo é de propriedade intelectual do Terra e fica proibido o uso sem prévia autorização. Todos os direitos reservados.
publicidade