Veja o que pode causar bafinho no seu bebê

O mau hálito não é um problema só dos adultos

30 mar 2017
08h00
atualizado em 19/7/2017 às 18h26

Confira as principais causas desse problema e como evita-lo:

Má higiene bucal: Muitos pais não sabem, mas a higiene bucal deve ser realizada mesmo antes do bebê ter dentes. Na verdade, desde o nascimento! Isso porque, mesmo sem dentição, as bactérias conseguem se alojar na boca e provocar cáries e mau hálito. O ideal é higienizar a gengiva do bebê com o auxílio de uma gaze úmida, ao menos duas vezes por dia. Quando os dentes surgirem, invista em uma escova adequada para a faixa etária.

Alimentação: A introdução de novos alimentos ao cardápio do bebê pode causar alteração no hálito da criança. Utilizar ingredientes como alho e cebola no preparo de papinhas caseiras, por exemplo, pode deixar um cheiro forte da boca do pequeno. Tente reduzir o uso desse tipo de alimento e lembre-se de higienizar a boquinha do bebê depois das refeições.

Seu bebê tem bafinho? O mau hálito nos bebês pode ser ocasionado por inúmeros motivos.
Seu bebê tem bafinho? O mau hálito nos bebês pode ser ocasionado por inúmeros motivos.
Foto: Thorsten Schmitt / Shutterstock.com

Boca seca: A maioria dos bebês têm o costume de dormir com a boca aberta e, por isso, têm maior tendência a ficar com os lábios ressecados. Com a boca seca, gotas de leite e restos de alimentos podem secar e grudar na gengiva, ou seja: o ambiente perfeito para que as bactérias responsáveis pelo mau hálito se proliferem. Deve-se higienizar a boca do bebê logo após cada amamentação, para evitar o acúmulo.

Doenças: Problemas respiratórios e infecções da garganta utilizam o mau hálito como alerta. Quando o odor desagradável vem acompanhado de febre, coriza e/ou tosse e o mau hálito não desapareça após a higienização, recomenda-se consultar um pediatra.

Fonte: FF Este conteúdo é de propriedade intelectual do Terra e fica proibido o uso sem prévia autorização. Todos os direitos reservados.

compartilhe

publicidade
publicidade