Alho causa mau hálito? Só se você quiser!

Já existe no mercado um alho desodorizado que promete reduzir consideravelmente os cheiros desagradáveis causados na pele o no hálito

19 out 2016
08h00
atualizado em 18/7/2017 às 18h19

Quem adora alho sofre com os efeitos do seu cheiro forte, principalmente sobre o hálito. Mas parece que esse problema é coisa do passado. Pesquisadores desenvolveram um alho que promete não causar halitose, o Alho Free.

Mas afinal, você sabe dizer por que o alho causa tanto mau hálito? A resposta está na sua composição que possui compostos derivados do enxofre
Mas afinal, você sabe dizer por que o alho causa tanto mau hálito? A resposta está na sua composição que possui compostos derivados do enxofre
Foto: Nattika / Shutterstock

Segundo o fabricante do produto, esse novo alho não deixa aqueles famosos odores indesejados na sua pele e no seu hálito por causa de um processo de desodorização. Entretanto, o mais interessante é que o aroma e sabor ficam inalterados. Vai dizer, é a fórmula perfeita, não?

“Ele já foi testado e analisado cientificamente, obtendo aprovação para o consumo. A vantagem é que o processo de desodorização de Alhofree é físico, não havendo nenhum aditivo de substâncias químicas ou alteração genética do produto”, diz Maurício Duarte da Conceição, cirurgião-dentista, membro da Associação Brasileira de Halitose e autor do livro Bom Hálito e Segurança.

Provou e aprovou!
Procuramos especificamente o Dr. Maurício para conversar sobre esse assunto, pois, além dele ser um especialista em halitose, ele já experimentou o tal alho e aprovou!

“Sempre procurei oferecer aos meus pacientes soluções para que eles pudessem ter o mínimo de mudanças em seu dia a dia. Na época em que o Alhofree foi lançado solicitei uma amostra ao fabricante. Comprovei que o sabor do alho permanece e também que o efeito de alteração do hálito foi drasticamente reduzido. É claro que dependendo da quantia ingerida teoricamente pode haver uma pequena alteração do hálito, mas bem menor do que se comparada com a ingestão da versão in natura”, diz o dentista.

Alho e o enxofre
Essa novidade é comemorada pelos amantes do alho. Mas afinal, você sabe dizer por que sua versão convencional causa tanto mau hálito? A resposta está na sua composição que possui compostos derivados do enxofre.

Assim, logo após sua ingestão ocorre uma halitose bucal na qual somente o odor do ar expirado pela boca ficará alterado (o ar exalado pelo nariz estará normal). Normalmente é uma halitose de curta duração.

Após o alho ser absorvido no intestino, suas partículas ficam circulando pela corrente sanguínea. Como a quantia dessas pequenas partículas mal cheirosas é muito grande, o fígado é incapaz de transformá-las em moléculas maiores e mais pesadas para que possam ser eliminadas pela urina ou suor.

“Então, quando elas chegam aos pulmões, são eliminadas no processo de trocas gasosas e o odor do hálito alterado sairá tanto pelo ar expirado pela boca como pelo nariz. Essa halitose poderá perdurar por poucas horas ou, dependendo da quantidade de alho ingerido, pode se estender por 12 ou 24 horas”, diz Maurício.

Novidade contra a halitose
Para quem não pensa em desistir do bom e velho alho convencional, nem tudo está perdido. Maurício está investindo em uma nova fórmula que promete amenizar a halitose causada por esse alimento.

“Desenvolvi uma formulação, baseada em óleos aromáticos derivados de ervas e temperos, que atua neutralizando e mascarando o odor do alho após esse ser ingerido. Os testes realizados com as amostras dessa formulação foram um sucesso”, diz o dentista.

Segundo ele, as maiores dificuldades para produzir esse produto em forma de cápsulas estão no fato de que parte da matéria prima é importada e que o lote mínimo é bem grande e, por ter prazo de validade, requer uma estratégia de distribuição bem elaborada.

“A boa notícia é que estou trabalhando para viabilizar a produção dessas cápsulas ainda no primeiro semestre de 2017”, diz Maurício.

Fonte: Agência Beta Este conteúdo é de propriedade intelectual do Terra e fica proibido o uso sem prévia autorização. Todos os direitos reservados.

compartilhe

publicidade
publicidade