PUBLICIDADE

Rita Lee é diagnosticada com câncer no pulmão: Entenda como é a doença

Esse tipo de câncer pode ter sintomas como a tosse seca, falta de ar e perda de peso

21 mai 2021 16h17
| atualizado às 16h20
ver comentários
Publicidade
A cantora Rita Lee, de 73 anos, está com tumor no pulmão esquerdo
A cantora Rita Lee, de 73 anos, está com tumor no pulmão esquerdo
Foto: Reprodução/Instagram: @ritalee_oficial / Saúde em Dia

A cantora Rita Lee, de 73 anos, descobriu recentemente que está com tumor no pulmão esquerdo. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de pulmão é o mais comum em homens e mulheres no Brasil. Uma das principais razões para isso é o tabagismo e à exposição passiva ao tabaco.

Segundo a Dra.Milena Ribeiro, Oncologista os tumores de pulmão são vistos principalmente por meio de uma tomografia do tórax, em que é possível identificar lesões pulmonares suspeitas. Logo após, é iniciada a biópsia para o diagnóstico profundo.

"Na maioria dos casos esse tumor primário surge em um único órgão e no caso dos pulmões, inicia o seu desenvolvimento apenas em um lado. À medida que a doença evolui, pode apresentar lesões também no pulmão contralateral", explica a médica.

A Dra. ressalta ainda que esse tipo de câncer não causa sintomas, tanto que Rita Lee descobriu após fazer um check-up comum. No entanto, quando a doença começa se manifestar há tosse seca, escarro com sangue, falta de ar, dor no tórax e perda de peso. "O tratamento pode ser com cirurgia ou radioterapia, associados a outros tratamentos como quimioterapia e imunoterapia. Se o câncer for apenas nesse local tem possibilidades de cura, ou seja, quando ele não se espalha para outros órgãos (metástase)".

Após o diagnóstico, o paciente precisa ser acompanhado por uma equipe multiprofissional. "Além de cuidar do paciente como um todo, é necessário tomar as medicações receitadas pelo médico, fazer um acompanhamento nutricional e psicológico, praticar atividade física e claro mudanças nos hábitos de vida, como deixar o cigarro", finaliza a oncologista.

Consultoria: Dra.Milena Ribeiro, Oncologista. 

Saúde em Dia
Publicidade
Publicidade