0

Pouco ganho de peso ou excesso de peso na gestação pode causar problemas futuros na criança

8 out 2018
07h11
  • separator
  • comentários

Uma nova pesquisa publicada na revista Diabetologia (a revista da Associação Europeia para o Estudo do Diabetes [EASD]) mostra que, se uma mulher ganha muito ou pouco peso durante a gravidez, há efeitos adversos em crianças aos 7 anos de idade. Entre as 905 mulheres do estudo, o IMC pré-gestacional médio foi de 21 kg / m2, a prevalência total de participantes com sobrepeso e / ou obesos foi de 8,3%. A mudança de peso de pré-gravidez para o parto foi de 15kg em média, com 17% tendo ganhado peso abaixo, 42% tendo ganho peso dentro e 41% tendo ganhado peso excedendo a recomendação do IOM.

Independente do IMC pré-gestacional, da hiperglicemia gestacional e de outros fatores de confusão, as mulheres que ganharam mais peso do que a recomendação do IOM tiveram filhos maiores com 7 anos de idade e maiores chances de maior gordura corporal, pressão alta e controle de glicemia pobre enquanto as mulheres que ganharam menos do que a recomendação tiveram filhos com riscos aumentados de pressão alta e controle deficiente de açúcar no sangue aos 7 anos de idade, em comparação com aqueles que ganharam peso dentro da faixa recomendada. A gravidez pode ser uma potencial janela de oportunidade de intervenção através de comportamentos modificáveis, incluindo nutrição materna e atividade física.

Embora limitar o ganho de peso gestacional (GWG) excessivo possa ajudar a minimizar o ciclo da obesidade, os benefícios do menor ganho de peso devem ser equilibrados com outros riscos cardiometabólicos - como hipertensão arterial e pior controle glicêmico - e risco de crescimento atrofiado na prole se GWG é inadequado. O seguimento em longo prazo dessas crianças é necessário para avaliar o efeito do GWG materno no risco cardiometabólico na adolescência e na idade adulta.

Referência

Tam, C. H. T. ET al. The impact of maternal gestational 

Estadão Conteúdo

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade