1 evento ao vivo

Papel da microbiota intestinal no desenvolvimento da obesidade

7 nov 2018
07h11
  • separator
  • comentários

O sobrepeso e a obesidade aumenta o risco de várias doenças, principalmente as cardiovasculares, diabetes tipo 2, dislipidemia, morte prematura, doença gordurosa hepática não alcoólica e tipos diferentes de câncer. Aproximadamente 1,7 bilhões de pessoas no mundo sofrem de sobrepeso, notavelmente a maioria em países desenvolvidos. Pesquisas recentes focam em fatores do hospedeiro e ambientais que podem afetar o equilíbrio energético.

A microbiota intestinal vem sendo muito estudada e, sua relação com a obesidade, a fim de entender melhor a etiologia da obesidade e para desenvolver novos métodos de sua prevenção e tratamento. A alteração da composição da microbiota pode estimular o desenvolvimento da obesidade e outras doenças metabólicas via vários mecanismos: aumento da permeabilidade intestinal com inflamação metabólica subsequente, aumento do jejum energético da dieta, prejuízo da síntese de ácidos graxos de cadeia curta e, alteração do metabolismo de ácidos biliares. 

Prebióticos e probióticos têm funções fisiológicas que contribuem para a saúde da microbiota intestinal, manutenção do peso corporal saudável e controle de fatores associados com obesidade através de seus efeitos nos mecanismos que controlam o consumo alimentar, peso corporal, microbiota intestinal e processos inflamatórios.

Referência

http://nutritionj.biomedcentral.com/articles/10.1186/s12937-016-0166-9

Estadão Conteúdo

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade