PUBLICIDADE

Cozinhar em casa não é tão saudável como parece, diz estudo

Pesquisa americana concluiu que preparar refeições em casa pode aumentar uso de ingredientes como sal e manteiga, além de ter acesso a porções maiores

15 dez 2014 12h41
| atualizado em 17/12/2014 às 16h59
ver comentários
Publicidade
Foto: Istock

Uma pesquisa indica que cozinhar em casa pode não ser tão saudável como se pensa. A conclusão contradiz a crença geral de que comida preparada em casa é de maior qualidade do que as refeições feitas em restaurantes ou compradas prontas. Isso porque os resultados sugerem que, em suas próprias cozinhas, as pessoas tendem a abusar de ingredientes como sal, manteiga e óleo e também comem porções maiores como forma de "pagar" pelo esforço na preparação. Além disso, experimentar o sabor dos alimentos várias vezes enquanto cozinha pode fazer alguns quilos se acumularem ao longo dos anos e, ainda mais surpreendente, os especialistas garantem que a comida de rua tem se tornado mais saudável com o passar do tempo. As informações são do site inglês Daily Mail.

Siga Terra Estilo no Twitter

O estudo foi feito pela universidade de Rush, em Chicago, nos Estados Unidos, e analisou durante 14 anos a rotina de 2.755 mulheres na faixa etária de 40 a 60 anos. Eles relacionaram a quantidade de tempo que elas passam na cozinha com exames médicos regulares de pressão sanguínea, colesterol e obesidade. A conclusão apontou que as voluntárias que ficavam mais tempo diante do fogão tinham mais chances de desenvolver estas doenças e, ao contrário, aquelas que passavam menos tempo na cozinha, registraram queda nestes números. 

"Apesar da razão dos resultados ainda serem incertos, a pesquisa mostra uma necessidade de revisar a propaganda pública e enfatizar como os alimentos saudáveis realmente devem ser feitos em casa", explica Dr. Brad Appelhans, responsável pelo estudo.

 

Erros na dieta Erros na dieta

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade