PUBLICIDADE

Cinco passos para entender a culpa ao comer

Aprenda a se libertar, aos poucos e respeitando o seu tempo, de tudo aquilo que causa em você culpa ao comer aquilo que teoricamente não é saudável

28 jun 2022 - 14h33
(atualizado às 14h54)
Ver comentários
Publicidade
culpa ao comer
culpa ao comer
Foto: Dean Drobot / BigStock / Personare

Sabe quando você come e, em seguida, sente culpa, aquele sentimento que te faz sentir mal ao comer um chocolate ao leite pensando que deveria comer um 70% ou até uma fruta? Pois bem, aqui você vai ler sobre cinco passos para entender sua culpa ao comer e poder virar o jogo a seu favor.

O que significa culpa?

"Responsabilidade por algo, condenável ou danoso, causado a outrem", esse é o significado de culpa segundo dicionário. Neste caso, seria você com você mesma.

E a partir deste significado, você pode começar a se perguntar o porquê colocar esse sentimento tão ruim contra você mesma? Como se fosse um crime gostar de comer alimentos não tão nutritivos.

Os cinco passos para começar a entender sua culpa ao comer

Passo 1 - Pare de julgar os alimentos entre proibidos e permitidos

Para quem já fez dieta na vida sabe que devido à "proibição" de alguns alimentos entrarem no plano, eles foram classificados literalmente como proibidos. E como o famoso ditado de que "tudo aquilo que é proibido é mais gostoso" fica mais difícil "resistir" a esses alimentos.

Comece a olhar para cada um dos alimentos com neutralidade, sem julgá-los como permitidos e proibidos. Você pode trazer a liberdade alimentar e decidir escolher entre os mais nutritivos e menos nutritivos, apenas conhecendo como eles refletem no seu corpo, perceba o quanto fica mais leve!

Dica Personare: que tal conhecer alimentos para imunidade ou alimentos afrodisíacos ou ainda alimentos para amenizar a ansiedade. Assim você pode envolver sua alimentação em práticas que vão ajudar diferentes áreas da sua vida.

Passo 2 - Desconstrua a palavra culpa e troque por melhorar a relação com as suas escolhas!

Se para qualquer ação, temos uma reação, perceba que você fez o melhor que você pôde com aquilo que você tinha então assuma seu poder de escolha e caso necessário, faça melhor na próxima!

Lembre-se desta frase da Louise Hay:

Amar a si mesmo começa com jamais nos criticarmos por nada. A crítica nos tranca dentro do padrão que estamos tentando modificar. A compreensão e os sermos gentis conosco nos ajudam a sair dele. Lembre-se, você esteve se criticando por anos e não deu certo. Tente se aprovar e veja o que acontece.

Este é meu convite, experimente!

Dica Personare: alimentação e astrologia tem tudo a ver. Veja aqui quais são os maus hábitos alimentares de cada signo.

Passo 3 - Não ignore os seus desejos!

Quando você ignora o desejo de comer alguma coisa, não só está perdendo a oportunidade de aprender sobre o próprio corpo como também começa a sentir culpa, tristeza e insatisfação. Por trás da vontade de comer alguma coisa está o segredo para conhecer nosso corpo, nossos pensamentos refletindo assim em nossas ações.

Por exemplo: você sente um desejo de comer um brigadeiro, mas julga proibido, e come 1 fruta, 1 iogurte, algumas castanhas porém, o desejo continua lá, e em outro dia ele pode virar uma panela de brigadeiro. Percebe a diferença?

Passo 4 - Aprofunde o que tem por trás do desejo

Da próxima vez que sentir desejo de comer alguma coisa, tente refletir sobre o motivo dessa vontade para tentar descobrir o que há por trás dele.

Em vez de ignorar essas vontades, você precisa aceitá-las. Dê ouvido ao seu desejo. Escute-o.

Toda vez que sentir aquela vontade de comer alguma coisa diga "Sim! Vou aproveitar para conhecer mais sobre mim e meu corpo" em vez de ignorar o sentimento de imediato, pois, quando faz isso, perde a oportunidade de aprender mais a respeito das necessidades do seu corpo.

Passo 5 - Liberte-se aos poucos

A partir disso, você vai conseguir escolher de forma mais consciente se realmente quer comer tal alimento ou se conseguiu suprir de outra forma.

A culpa nos permite avaliar o nosso comportamento. Se na infância você foi muito cobrada para se perfeita, fazer tudo certinho ou até mesmo ser a melhor aluna da classe, você precisa a cada dia se libertando dela, aos poucos até dar espaço a aceitação.

Como todo relacionamento, leva tempo para melhorar. Se perdoe, você merece comer sem culpa e com autoamor.

O post Cinco passos para entender a culpa ao comer apareceu primeiro em Personare.

Priscila Monomi (pripriyumi@gmail.com)

- Nutricionista e Terapeuta de Thetahealing, desenvolve um trabalho de conscientização dos motivos que levam a pessoa a comer, identificando crenças alimentares e de vida. Em seus atendimentos online, une conhecimentos da nutrição consciente e intuitiva e técnicas terapêuticas.

Personare
Publicidade
Publicidade