PUBLICIDADE

Benefícios do milho: o rei das festas juninas

Rico em fibras e nutrientes, o milho é um dos alimentos mais consumidos nesta época do ano. Conheça seus principais benefícios

10 jun 2022 - 10h03
Ver comentários
Publicidade
Benefícios do milho: o rei das festas juninas
Benefícios do milho: o rei das festas juninas
Foto: Shutterstock / Saúde em Dia

Basta junho começar que já bate aquela vontade de comer milho, seja na canjica, na pipoca, na pamonha ou na espiga. Trata-se do cereal mais cultivado em todo o mundo, com origens que remontam entre 7.500 e 12.000 anos atrás. No Brasil, o milho é o rei das festas juninas, celebrações tradicionais que cobrem todo o território nacional nesta época do ano.

O Brasil é o terceiro maior produtor mundial, com 64 milhões de toneladas anuais, atrás apenas dos Estados Unidos (em 1º, com 384 milhões de toneladas) e da China (em segundo, com 231 milhões de toneladas). O milho é uma commodity, isto é, uma matéria prima usada pela indústria para criação de diversos produtos industrializados, como ração para animais, xaropes e álcool. 

"Apesar de ser mais lembrado no mês de junho, o milho é um alimento muito rico nutricionalmente e deveria estar muito mais presente na dieta do brasileiro. Ele faz parte da nossa identidade cultural, remetendo à sua cultura pelos indígenas, além de ser saboroso e muito versátil na cozinha", explica Patricia de Moraes Pontilho, coordenadora do curso de Nutrição da Faculdade Anhanguera.

A especialista cita as principais vantagens de consumir o alimento. Confira!

Benefícios do milho

Rico em nutrientes. O milho contém vitaminas A, B1 (responsável pela quebra de gorduras, colaborando para o metabolismo, além de ser importante para o desenvolvimento do sistema nervoso), C, e magnésio.

Fonte de carotenoides. Trata-se da substância responsável pelo pigmento amarelado do milho. Os carotenoides são muito importantes para a alimentação humana, atuando diretamente na respiração celular, com ação antioxidante no organismo.

Contém luteína e zeaxantina. São duas substâncias com ação antioxidante que protegem as células contra radicais livres.

Rico em fibras. Por sofrer menos processos de refino (o que acontece com outros cereais como o arroz e o trigo), o milho conserva melhor propriedades, principalmente na casca do alimento. Por isso, é rico em fibras, o que ajuda o bom funcionamento do trato intestinal e controla os níveis de açúcar no sangue e o colesterol.

Fonte de energia. Por possuir carboidratos complexos, o milho ajuda na produção de energia para o organismo.

Cuidados ao consumir o alimento

A especialista destaca que o milho é um grande aliado quando usado em uma alimentação equilibrada, mas é preciso moderação. "O mais indicado é ingerir o milho em sua forma in natura, como milho cozido, ou ainda na forma minimamente processada como a farinha de milho utilizada para cuscuz", comenta. 

A nutricionista não recomenda o consumo em suas formas industrializadas, como salgadinhos ou cereais de milho, pois esses alimentos passam por processos químicos na indústria, além de receber aditivos químicos para conservação. 

"É importante ressaltar que, se consumido em grandes quantidades, o milho pode acarretar ganho de peso: 100 gramas de milho cozido contém cerca de 98 calorias. Até na forma de pipoca é preciso moderação: ela consegue saciar o consumidor 1,6 vezes mais do que a batata frita, mas não pode ser consumida sem moderação nas dietas, pois também possui calorias importantes", finaliza Patricia.

Saúde em Dia
Publicidade
Publicidade