PUBLICIDADE

Alimentos que podem diminuir a dor de cabeça

Estudo aponta o ômega-3 como substância importante para amenizar gravidade e frequência do problema

14 set 2021 08h05
ver comentários
Publicidade
Peixes podem ser solução
Peixes podem ser solução
Foto: Shutterstock / Saúde em Dia

Sabe aquele incômodo na região da cabeça, que teima em te perseguir? As vezes parece que tem alguém martelando o seu cérebro e perturbando sua paz. Uma sensação horrível, que, infelizmente, é muito comum entre as pessoas. Seja pelo estresse do cotidiano, ansiedade ou até mesmo má alimentação. A dor de cabeça pode nos impedir de realizar simples tarefas do dia a dia. Mas também pode ser algo mais grave.

"A origem exata da dor de cabeça ainda está para ser esclarecida na medicina, mas podemos, com alguma certeza, apontar que neurônios sensitivos em alguns locais do cérebro estão mais 'abertos' aos estímulos, ficando muito ativos e gerando um processo neuro inflamatório que culmina na dor de cabeça", conta o Dr. Gabriel Novaes de Rezende Batistella, médico neurologista e neuro-oncologista, membro da Society for Neuro-Oncology Latin America (SNOLA).

Investigar corretamente a raiz do problema é sempre a melhor alternativa. Principalmente para quem apresenta dores constantes e recorrentes na cabeça, o ideal é consultar um médico e realizar exames. Porém, de acordo com um estudo científico publicado pelo periódico The British Medical Journal, o problema pode ser simples de se resolver.

Os pesquisadores chegaram à conclusão de que uma dieta rica em ômega-3 pode ser a chave para combater a dor de cabeça. "As oxilipinas derivadas de ácidos graxos ômega-3 estão associadas a efeitos de redução da dor, enquanto as oxilipinas derivadas de ácidos graxos ômega-6 pioram a dor e podem provocar enxaqueca", explica o Dr. Batistella.

Principais fontes de ômega-3

Talvez, para quem sofre com o incômodo constante de ter dores na cabeça, além de procurar um médico, também seja interessante incluir mais ômega-3 na dieta. Os alimentos que possuem a substância em abundância são, geralmente, os peixes mais gordurosos, como: salmão, atum e sardinha. Para quem não gosta de frutos do mar, uma outra opção é apostar em nozes, chia e linhaça. Ótimas alternativas para dietas veganas também.

Para chegar a essa conclusão, a pesquisa comparou os efeitos de dietas com quantidades médias, altas e baixas de ômega 3 e 6, durante aproximadamente quatro meses. "Ao longo das 16 semanas, ambas as dietas de intervenção aumentaram os níveis de 17-HDHA em comparação com a dieta de controle. Isso significa que aumentar o consumo de ômega-3 pode ser benéfico para diminuir a frequência das dores de cabeça, segundo o estudo", explica o neuro-oncologista.

O resultado demonstra também a importância de ter uma alimentação balanceada e regrada. Consumir alimentos saudáveis, de maneira equilibrada e completa, pode ser o remédio que você tanto procura. "Este estudo fornece uma demonstração biologicamente plausível de que a dor pode ser tratada também por meio de alterações dietéticas direcionadas em humanos", afirma o Dr. Batistella.

Saúde em Dia
Publicidade
Publicidade