0

Esportes de contato aumentam o risco de doença de Parkinson

13 set 2018
07h14
  • separator
  • comentários

As lesões causadas por esportes de contato, como rúgbi, boxe e artes marciais, têm sido associadas a um risco elevado de demência. Um novo estudo agora diz que os esportes de contato podem levar a outras doenças neurodegenerativas. Vários estudos nos últimos anos sugeriram que repetidas lesões na cabeça obtidas da participação em esportes de contato estão ligadas à encefalopatia traumática crônica (CTE), que é uma doença degenerativa do cérebro que pode levar à demência. Agora, um estudo conduzido por pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade de Boston, em Massachusetts, descobriu que pessoas envolvidas em esportes de contato também têm maior probabilidade de desenvolver doença do corpo de Lewy. Nessa condição, uma proteína chamada alfa-sinucleína forma depósitos anormais conhecidos como corpos de Lewy no cérebro. A doença do corpo de Lewy está associada a sintomas de demência, bem como à doença de Parkinson.

O novo estudo descobriu que o número total de anos que uma pessoa passou jogando esportes de contato estava associado a um risco aumentado de desenvolver corpos de Lewy no córtex cerebral. Pessoas que participaram de esportes de contato por mais de 8 anos tiveram o maior risco de desenvolver doença de Lewy - seis vezes maior do que o aumento do risco observado em pessoas que praticavam esportes de contato há 8 anos ou menos. Além disso, as pessoas que tiveram doença do corpo de Lewy e CET tiveram um risco maior de demência e mal de Parkinson do que aquelas que tiveram apenas CET.

 

Referência

 

Adams, J. W. ET al. Lewy Body Pathology and Chronic Traumatic Encephalopathy Associated With Contact Sports. Journal of Neuropathology & Experimental Neurology , Volume 77, Issue 9, 1 September 2018, Pages 757â??768,  https://doi.org/10.1093/jnen/nly065

 

Estadão Conteúdo

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade