1 evento ao vivo

Epilepsia: dieta cetogênica ajuda a reduzir frequência das crises

9 ago 2019
07h56
  • separator
  • 0
  • comentários

Quem possui alguém com epilepsia na família sabe o quanto isso exige cuidados. A epilepsia é uma doença do sistema nervoso que se caracteriza pela perda de consciência momentânea, a partir de crises convulsivas, que acontecem de tempos em tempos.

Durante os episódios são comuns contrações e distensões de movimentos corporais, em que ocorrem salivação, mordeduras e até urina. A doença também pode se manifestar por crises de ausência (espécie de lapso de consciência) de curta duração.

A alimentação adequada transforma-se, portanto, num grande aliado. A dieta cetogênica entra nessa categoria, já que visa reduzir a frequência das crises convulsivas a partir de uma alimentação mais saudável. Ela consiste em reduzir os carboidratos e proteínas vegetais e investir em alimentos fontes de gordura e proteína animal, além de privilegiar frutas, verduras e legumes.

Fuja do glutamato monossódico

Este é um estimulante de neurônios, o que faz com que as células do sistema nervoso se agitem de modo muito perturbador, causando danos. Isso intensifica a possibilidade de uma crise convulsiva. O glutamaco é facilmente encontrado em alimentos industrializados e geralmente é conhecido nos rótulos como ?realçador de sabor?.

Evite adoçantes artificiais

Adoçantes à base de aspartame, suclarose e sacarina atingem o cérebro e podem causar efeitos nocivos, facilitando crises convulsivas e danificando o sistema nervoso.

Consuma laticínios com moderação

Os laticínios costumam conter hormônios e glutamina, substância que prejudica o cérebro e desencadeia convulsões. Dê preferência a queijos brancos, como ricota e queijo minas.

Reduza o açúcar refinado

O açúcar refinado é responsável por desencadear diversas reações "elétricas" no cérebro, prejudicando os neurônios e causando convulsões. Isso também faz com que ocorra o vício em doces. Então, reduza os chocolates, sorvetes e confeitos. É recomendável o uso de açúcar demerara, mascavo, melado ou mel e o consumo de frutas.

Abuse de frutas, verduras e legumes

Verduras e legumes, além de frutas, possuem nutrientes que mantêm o corpo saudável. Além disso, muitos desses ingredientes naturais melhoram o desempenho do sistema nervoso, como é o caso da batata e da abóbora.

Invista nos lipídios

Os lipídios exercem talvez a função mais importante de uma alimentação saudável, pois induzem o organismo a estabelecer um processo chamado cetose crônica - transformar ácidos graxos em ?combustível? para a reserva de energia do corpo, ao invés da glicose, o que melhora o funcionamento cerebral.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade