3 eventos ao vivo

Dicas para facilitar a introdução alimentar para o bebê

14 ago 2019
07h29
  • separator
  • 0
  • comentários

Quem é mãe de primeira viagem costuma ficar na dúvida sobre como introduzir a alimentação ao bebê. Afinal, nos seis primeiros meses, a recomendação médica é oferecer apenas com o leite materno e, após esse período, oferecer aos poucos legumes, verduras, frutas e outros grupos alimentares. Para aprender mais sobre o assunto, confira algumas dicas.

Um pouco de todos os grupos alimentares

A alimentação dos bebês não precisa ser muito restrita. Fora os alimentos que são realmente prejudiciais ao organismo (açúcar refinado, industrializados e congelados, por exemplo), todos os grupos alimentares podem estar presentes na dieta do bebê.

É muito importante, inclusive, que a criança consuma um pouquinho de todos os nutrientes essenciais para o seu crescimento.

Primeiro alimentos salgados; depois, as frutas

Muita gente tem o hábito de iniciar a alimentação do bebê com alguma fruta (banana, manga, maçã etc.). No entanto, isso acaba sendo um erro, pois as frutas têm um sabor mais adocicado. O bebê pode ficar "mal acostumado" e, neste caso, até mesmo rejeitar alimentos salgados (legumes e verduras).

Alimentos amassados e de forma separada

Após a entrada do almoço, em torno de dias ou no próximo mês se faz a entrada do jantar. No início, a preparação deve ser amassada, mas não deve ser misturada. Cada alimento deve estar separado no pratinho e ser dado separadamente, para que a criança note a diferença de sabor e textura dos alimentos.

Nunca deve ser batido em liquidificador ou passado em peneira. Isso dificulta o aprendizado e retira o estímulo à mastigação, que é importante para o desenvolvimento oral, da saída dos dentes e da fala.Além disso, é importante cuidado ao introduzir alimentos sólidos (em pedaços maiores) para que a criança não se engasgue.

Deixar a criança tocar e ter contato direto com a comida

Permitir o bebê ter contato com o alimento é necessário para que ele, de forma lúdica, reconheça as diferentes texturas e seja estimulado a ter um contato maior com uma alimentação natural. Mas isso deve ser feito em alguns momentos, intercalando com outros com refeições usando pratos e colheres.

É importante ter paciência nesse processo de introdução alimentar aos bebês. Não se preocupe com o fato de a criança brincar e fazer bagunça com a comida. Isso faz parte e, com o tempo, ela vai evoluir neste processo.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade