1 evento ao vivo

Conheça os motivos que transformam o refrigerante em vilão da dieta

5 fev 2019
07h10
  • separator
  • comentários

Com o verão em alta, a busca por algo refrescante se torna necessária. O ideal é recorrer à água, mas muitos optam ainda por refrigerantes ou bebidas adocicadas. Essa iniciativa pode até ser momentaneamente gostosa, mas provoca vários problemas a longo prazo.

O refrigerante é uma bebida consumida por pessoas de todas as idades em todo o mundo e de modo excessivo. É algo praticamente cultural. Mas a maioria desses consumidores não tem consciência dos inúmeros malefícios que o produto pode causar. O consumo não precisa ser totalmente retirado do cardápio, mas é fundamental que seja controlado, pois seus ingredientes não trazem benefícios à saúde, e sim algumas complicações.

Ingredientes

Em geral, os refrigerantes são compostos de açúcar, acidulantes, antioxidantes, conservantes, edulcorantes e dióxido de carbono. Com exceção do açúcar, os demais ingredientes são artificiais e oferecem calorias vazias. Ou seja, não têm vitaminas ou minerais e não trazem nenhum benefício à saúde. Além disso, prejudicam o organismo se consumidos em excesso.

Prazer

Os compostos que adoçam os refrigerantes causam uma sensação de prazer no cérebro, que solicita cada vez mais, tornando-se assim um vício. Já o açúcar é um dos ingredientes do refrigerante em maior quantidade. Os malefícios são grandes, uma vez que afeta diversos órgãos, podendo causar sobrepeso, obesidade, diabetes, problemas cardiovasculares, entre outros.

Obesidade infantil

Estudos já demonstraram que problemas como agressividade, déficit de atenção e isolamento estão associados ao consumo de refrigerantes em crianças. Além disso, introduzir esse tipo de alimento muito cedo aumenta o risco de dependência e as chances de ter sobrepeso, obesidade e diabetes na infância.

Estadão

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade