1 evento ao vivo

Brasil ultrapassa 111 mil mortos pelo coronavírus

Até o momento, país tem mais de 3,4 milhões de casos da doença

19 ago 2020
18h49
atualizado às 20h22
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Brasil registrou nesta quarta-feira, 19, 1.170 mortes e 48.541 novas infecções de coronavírus, segundo dados do levantamento realizado pelo Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL com as secretarias estaduais de Saúde. Com isso, a média móvel de novas mortes no País nos últimos 7 dias foi de 989 óbitos. Apenas o Estado de Rondônia não divulgou os dados até as 20h.

O balanço mais recente do Ministério da Saúde mostra ainda que 2.615.254 pessoas já se recuperaram do coronavírus em todo o País. No total, 111.189 vidas já foram perdidas por causa da covid-19.

Foto: Ueslei Marcelino / Reuters

Há treze semanas, a média móvel de sete dias se aproximou de mil mortes a cada 24 horas. Desde então, os números têm se mantido próximos a esse patamar.

Sobre os infectados, já são 3.460.413 brasileiros com o novo coronavírus desde o começo da pandemia, 48.541 desses confirmados no último dia. A média móvel de casos foi de 41.420 por dia, registrados nas últimas duas semanas.

O Estado de São Paulo ultrapassou nesta quarta-feira, os 721 mil casos confirmados de covid-19 e projeta, até o final de agosto, entre 835 mil e 970 mil casos da doença. Entre ontem e hoje, São Paulo registrou 9.847 novos casos e 276 mortes em decorrência do novo coronaírus, elevando o total para 27.591 óbitos.

O Rio de Janeiro é o segundo Estado com mais vítimas fatais (14.913). Em terceiro vem o Ceará (8.241). Na sequência estão: Pernambuco (7.280), Pará (6.027), Bahia (4.611), Amazonas (3.537), Minas Gerais (4.436), Maranhão (3.302) e Paraíba (2.223).

O Brasil é o segundo país com mais casos de covid-19 no mundo. Só perde para os Estados Unidos, que somam 5.523.826 contaminações confirmadas e mais de 172,9 mil mortes, de acordo com dados da Universidade Johns Hopkins.

Enquanto o Brasil atinge 3,4 milhões de casos e mais de 111 mil mortes pelo novo coronavírus, o Ministério da Saúde completa três meses sem ministro.

Dados do Conass

Já de acordo com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), o Brasil registrou 1.212 vítimas do novo coronavírus (Sars-CoV-2) nas últimas 24 horas, elevando o total de óbitos desde o início da pandemia para 111.100.

A taxa de letalidade da doença continua em 3,2% e a de mortalidade subiu para 52,9 pessoas a cada 100 mil habitantes. A média móvel dos falecimentos, que considera os dados dos últimos sete dias, voltou a subir chegando a 986 mortes - era de 980 nesta terça-feira (18).

Segundo o balanço, entre ontem e hoje, o país contabilizou ainda 49.298 infecções pela covid-19, elevando o total de contaminados para 3.456.652 desde março.

A taxa de incidência do novo coronavírus subiu para 1.644,9 para cada 100 mil habitantes. Diferentemente dos óbitos, a quantidade de casos na média móvel continua caindo e está em 41.695.

O estado de São Paulo continua sendo o epicentro da doença, com mais mortes (27.591) e casos (721.377) em números absolutos. Já a Bahia é a segunda na quantidade de infecções (224.659) e a sexta na quantidade de óbitos (4.611) e o Rio de Janeiro é o terceiro no número de contaminados (202.993) e o segundo nas mortes (14.913) - sendo o estado brasileiro com a maior taxa de letalidade do país (7,3%).

*Com informações da Ansa
   

Veja também:

Sabrina Sato revela que pai está hospitalizado com covid-19
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade