PUBLICIDADE

Colágeno: Entenda a importância dele para a pele

Com o passar dos anos a quantidade dessa proteína no organismo diminui

18 mai 2021 13h14
ver comentários
Publicidade
A reposição dessa proteína pode ser feita pela alimentação adequada e procedimentos dermatológicos
A reposição dessa proteína pode ser feita pela alimentação adequada e procedimentos dermatológicos
Foto: Shutterstock / Saúde em Dia

Quando o assunto é cuidar da pele envolve desde a saúde para evitar possíveis doenças até a beleza dela que está muito ligada ao colágeno, proteína que o organismo produz em diversas estruturas e órgãos.

Segundo a Dra.Luciana Maluf, dermatologista para manter o colágeno em dia é fundamental ter uma dieta balanceada e saudável, tomar bastante água, praticar exercícios físicos moderados e com regularidade. Evitar o sol em determinados horários do dia, excluir o cigarro da vida, evitar alimentos processados e ter uma boa noite de sono.

"Existem uma série de procedimentos para estimular a produção do colágeno, principalmente nas mulheres que estão na faixa etária dos 35 a 40 anos, como os bioestimuladores injetáveis, fios absorvíveis, que além da produção de colágeno e elastina, causam o reposicionamento da pele, os lasers e outras tecnologias como o ultrassom microfocado, microagulhamento com drug delivery (substâncias com o poder de penetrar e hidratar a pele)", explica.

O autocuidado é tudo e não tem idade. Por esse motivo apostar no 'skincare' é uma boa alternativa, mas atenção, é fundamental reconhecer seu tipo de pele, ou seja, se é mista, oleosa, seca ou normal com o objetivo de usar os produtos a base dos ingredientes ideais para não causar desconforto  desde o aparecimento de acne até manchas e linhas de expressão.

Outro aliado para hidratar a pele é o protetor solar facial, indicado para usar todos os dias mesmo na ausência do sol com o intuito de hidratar, clarear as manchas, evitar espinhas e até mesmo prevenir o câncer de pele.

De acordo com a Dra. Luciana Maluf todas as pessoas tem o colágeno e não existe a ausência dele, mas sim uma produção mais lenta em menor quantidade e qualidade. "É essencial à sobrevivência dele no organismo, logo, um mínimo necessário sempre terá".  

A reposição do colágeno está numa boa alimentação e nos procedimentos dermatológicos para sua produção.  A diminuição do dele representa a falta de uma proteína no organismo como um todo e isso provoca fraqueza, desnutrição, alteração da pele e de muitos órgão internos, falta de energia e sustentação geral das estruturas.

"Peles com colágeno com certeza são mais belas e hidratadas. A saúde e funcionalidade dela é o que todos nós precisamos ter", finaliza a dermatologista.

Consultoria: Luciana Maluf, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).   

Saúde em Dia
Publicidade
Publicidade