0

Uso de ar-condicionado requer cuidados com a hidratação para evitar problemas de saúde

No verão, utilização do aparelho pode refrescar, mas é preciso prevenir doenças respiratórias

28 jan 2019
14h22
atualizado às 17h25
  • separator
  • 0
  • comentários

Com um calor de mais de 30ºC, é muito difícil resistir à tentação de ficar em um ambiente com um ar-condicionado e, de preferência, com uma temperatura bem baixa. O entra e sai de lugares mais frescos para outros mais quentes pode causar problemas de saúde. Mas quais as consequências do uso excessivo do ar-condicionado?

Não existe um tempo mínimo ou máximo para a exposição ao ar fresco, porém, a manutenção periódica do equipamento é recomendada. Para pessoas que já têm doenças como rinite, sinusite, asma ou bronquite, o ideal é manter a hidratação. "Os problemas são pequenos e relacionados ao ressecamento das vias respiratórias, ou seja, nada muito grave se a pessoa repuser os líquidos. Mas o ar-condicionado precisa estar com a manutenção em dia", ressalta o médico Marcelo Vivolo Aun, diretor da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia.

Para fazer a hidratação adequada, é necessário ingerir uma boa quantidade de líquidos ao longo do dia e a umidificação das vias aéreas, com soro fisiológico nasal, por exemplo. Algumas pessoas pensam que os pacientes que são alérgicos não podem ficar expostos ao ar-condicionado, mas essa informação é falsa, de acordo com o médico Marcelo Vivolo Aun: "Ácaros e fungos, importantes causadores de alergias respiratórias, não sobrevivem em ambientes com ar frio e seco, que é o que ocorre pelo uso de ar-condicionado. Isso quer dizer que o aparelho pode ser benéfico no controle da quantidade desses alérgenos".

O diretor da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia acrescenta que, nos Estados Unidos, é recomendável que pacientes com alergias tenham ar-condicionado em casa para diminuir o contato com ácaros e fungos. "Porém, se for um aparelho não limpo adequadamente, na periodicidade correta, os dutos ficam repletos desses agentes, que podem voltar ao ambiente e serem inalados a cada novo uso", afirma.

A periodicidade de limpeza do ar-condicionado vai depender a instrução de cada fabricante do aparelho. Em todos os casos, se houver algum desconforto respiratório, o mais aconselhado é consultar um especialista.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade