0

5 erros que sabotam o seu condicionamento físico

Se você quer perder ou ganhar peso, recorrer a métodos "milagrosos" não é recomendado por especialistas da área

8 nov 2018
12h13
  • separator
  • comentários

Por mais que ideias milagrosas para dar uma enxugada no corpo sejam comuns, adotá-las não é a saída mais adequada. Antes de tudo, é importante entender que o condicionamento físico é resultado de um conjunto de ações e mentalidades produtivas. Dessa forma, o livro Esos Malditos 5 kilos (ainda sem tradução brasileira) do personal trainer José Cano, lista alguns equívocos comuns ao buscar uma boa saúde corporal. Não perca tempo, observe 5 erros que sabotam o condicionamento físico com a obra e mude sua forma de agir. Confira as dicas a seguir!

5 erros que sabotam o seu condicionamento físico
5 erros que sabotam o seu condicionamento físico
Foto: Créditos: Reprodução / Shutterstock / Sport Life

5 erros que sabotam o condicionamento físico

Créditos: Reprodução/ Shutterstock
Créditos: Reprodução/ Shutterstock
Foto: Sport Life

1. Abusar do exercício cardiovascular para emagrecer mais rápido

Spinning, escada, elíptico e esteira são ótimos para trabalhar o condicionamento. Entretanto, em excesso, podem queimar não só gordura, mas também músculos, deixando o metabolismo em estado de alerta. Por isso, é importante alternar as atividades aeróbicas com treinamento de força - músculos desenvolvidos exigem mais energia do corpo do que as gorduras!

2. Comer poucas vezes ao dia

A melhor forma de manter o corpo a pleno vapor é oferecer­ ao organismo energia a cada três horas. Isto é, comer cinco ou seis vezes por dia porções fracionadas (café da manhã, almoço e jantar são maiores). Assim, o metabo­lismo não fica preguiçoso, a queima caló­rica se torna mais eficiente, e os níveis da glicemia ficam sempre equilibrados.

3. Reduzir demais a ingestão de calorias

Para se manter em perfeito funcionamento, nosso corpo precisa de uma quantidade de calorias que é medida de acordo com peso, altura e gênero. Diminuir a ingestão de calorias por conta própria é perigoso, porque força o corpo a recorrer a outras reservas de energia, como o glicogênio (energia do músculo).

Em um primeiro momento, os resultados podem ser eficazes, mas, com o tempo, será necessário restabelecer a ingestão calórica. Muitas vezes, o indivíduo sai da dieta mais esfomeado e acaba recuperando o peso perdido com a restrição. Por isso,  para mudar a ali­mentação, é funda­mental ter o auxílio de um nutricionista para ser bem sucedido nessa missão.

4. Seguir dietas milagrosas

A sua amiga emagreceu 10 kg em uma semana com a dieta da proteína? Pois saiba que isso pode ser arriscado para sua saúde. A alimentação deve ser individualizada e respeitar as necessi­dades de cada um. Dietas que prometem resultados rápidos trazem consequências para o corpo, que perde água, massa muscular e nutrientes vitais para seu funcionamento. Além do peso, você perde também saúde física e mental, já que o cérebro e as atividades relacionadas a ele sofrem com privações.

5. Não planejar suas metas

"O melhor conselho que posso dar é que você tenha um plano que identifique como está e onde quer chegar, com metas de curto e longo prazo. Dessa forma, ficará mais fácil se manter motivado mesmo quando as dificuldades aumentarem", recomenda Cano.

Pequenas metas são partes de grandes conquistas. Não adianta só querer emagrecer: é preciso pensar em como você fará isso de forma consistente. Por exemplo, você pode começar fazendo um desafio "fique uma semana sem comer doces ou algo de que não abre mão no cardápio". Vá anotando tudo em um caderno para acompanhar sua evolução.

Consultoria: José Cano, personal trainer e autor do livro Esos Malditos 5 kilos

Sport Life

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade