PUBLICIDADE

Oxandrolona: vale apostar na droga que promete ganho de músculos?

Endocrinologista esclarece as principais dúvidas sobre a substância e faz alerta sobre os riscos

11 nov 2021 08h00
ver comentários
Publicidade
Oxandrolona (1)
Oxandrolona (1)
Foto: Shutterstock / Sport Life

A oxandrolona é uma droga frequentemente utilizadas por pessoas que querem acelerar os resultados na academia. Como todo esteroide anabólico, ela potencializa sim o ganho de massa muscular. No entanto, os benefícios que a utilização da substância tem, apenas para fins estéticos, não superam os riscos. Dessa maneira, seu uso sem recomendação médica não é aconselhável.

Segundo a endocrinologista, Dra. Ariane Pagnoncelli, a oxandrolona é um anabolizante androgênico, extraído sinteticamente da di-hidrotestosterona (DHT), um metabólito ativo da testosterona - hormônio masculino, fundamental para o ganho de massa muscular. Durante o processo de fabricação da droga ocorre também uma modificação para que ela se torne resistente à metabolização hepática.

"Ela atua na estimulação do crescimento e maturação de tecidos não reprodutivos (atividade anabólica) e está relacionada com a função reprodutiva e caracteres sexuais secundários (atividade androgênica)", explica a médica.

Qual a função da oxandrolona?

De acordo com a especialista, substâncias similares eram utilizadas em períodos de guerra, para auxiliar no tratamento de pessoas desnutridas, diminuir a fadiga e deixar os soldados em estado de alerta.

"Posteriormente, foram empregados em diversas condições clínicas, incluindo deficiência de testosterona, reposição hormonal, atraso puberal, doenças crônicas debilitantes e severo catabolismo muscular", conta a Dra. Pagnocelli. A endocrinologista também elencou outros problemas que podem ser tratados com oxandrolona:

  • Osteoporose;
  • Queimaduras severas (auxiliando na cicatrização);
  • Alguns tipos de anemia, devido a estimulação da eritropoiese;
  • Endometriose;
  • Após grandes cirurgias, para inibir a perda de proteínas e auxiliar na regeneração muscular.

Efeitos colaterais

No entanto, a prescrição de oxandrolona para todas essas condições clínicas depende, exclusivamente, de avaliação médica. O uso para objetivos estéticos pode resultar em problemas sérios de saúde. Confira:

  • Hepatotoxicidade;
  • Hepatite;
  • Colestase;
  • Peliose hepática;
  • Neoplasias benignas e malignas do fígado.

"Os riscos [ do uso de oxandrolona ] para fins estéticos independem do acompanhamento médico, pois não há nem indicação e nem o aval do Conselho Federal de Medicina para o uso de esteroides androgênicos anabólicos para esta finalidade. Atualmente, esta forma de reposição não é recomendada, devido ao risco de hepatotoxicidade", finaliza a Dra. Pagnoncelli.

Fonte: Dra. Ariane Pagnoncelli, médica especialista em endocrinologia e metabologia pelo Instituto Estadual de Diabetes e Endocrinologia Luiz Capriglione (IEDE/RJ) e membro da Doctoralia.

Sport Life
Publicidade
Publicidade