0

Manual para você driblar as dores das cãibras

Com os nutrientes essenciais, respiração correta e bebendo muita água é possível driblar as cãibras e fugir destas contrações involuntárias

5 jan 2021
16h47
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Se você já pratica algum esporte com regularidade, certamente já deve ter tido cãibras alguma vez. Cãibras são contrações involuntárias e dolorosas de um músculo. É comum que surjam durante a noite ou quando se pratica exercícios físicos extenuantes.

Existem condições clínicas que podem predispor para as cãibras. Por exemplo, quando o sangue está deficiente em oxigenação, em cálcio ou em potássio. Porém, para o esportista, uma das principais causas da cãibra é o acúmulo de ácido lático nos tecidos devido à degradação da glicose na ausência de oxigénio. O músculo entra em "hiperencurtamento", o que é bastante doloroso e deve ser combatido de imediato por meio de alongamentos do músculo afetado.

A cãibra está relacionada com a carência de nutrientes no organismo, como o magnésio presente nos vegetais de folhas verdes escuras. Couve, rúcula, espinafre, agrião, grãos de feijão, ervilhas e cereais integrais são boas fontes de magnésio e você deves incluí-los na dieta. Você também deve comer alimentos ricos em potássio, como a banana e a batata não-descascada.

Durante a atividade, uma boa oxigenação é meio caminho andado para evitar as cãibras. Você também deve ter o cuidado de garantir uma boa hidratação antes, durante e após a atividade física. Assim que começar a senti-las, pare a atividade e respire profundamente, massageando a região dolorida. Se possível, você deve contrair o músculo oposto. Por exemplo, se a cãibra for na batata da perna, procure contrair os músculos tibiais (de forma a levantar a ponta do pé) e alongar a batata da perna.

Utilize sacos de gelo sobre o músculo afetado (não aplicado diretamente, mas colocando um pano sobre a pele, de forma a reduzir o traumatismo muscular. O frio faz com que os vasos sanguíneos se contraiam, afastando o excesso de irrigação do músculo atingido. Apesar do calor parecer aliviar, você não deve aplicá-lo sobre a zona, pois ele levará ao aumento da circulação sanguínea e à dilatação dos vasos.

Resumindo: faça uma dieta rica em nutrientes essenciais, respire corretamente durante o exercício e beba muita água.

Veja também:

Venezuela: os trabalhadores da saúde com salários de US$ 4 por mês e sem equipamentos de proteção
Sport Life
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade