PUBLICIDADE

Como garantir a produção de vitamina D ficando em casa

A falta da vitamina D, adquirida prioritariamente pelos raios solares, pode proporcionar uma série de complicações ao nosso corpo

28 jun 2021 18h53
ver comentários
Publicidade
Vitamina D: como conseguir a dose diária mesmo ficando em casa
Vitamina D: como conseguir a dose diária mesmo ficando em casa
Foto: Shutterstock / Sport Life

O distanciamento social é uma medida de segurança tomada para impedir a disseminação do coronavírus. E, embora muito importante e essencial para ajudar no controle de transmissão do vírus, o isolamento acaba fazendo com que as pessoas tenham menos contato com o sol, uma das principais fontes de Vitamina D para o organismo. Um estudo publicado por pesquisadores da Universidade de Chicago, em setembro de 2020, apontou que os baixos níveis dessa vitamina no sangue podem acabar aumentando as chances da testagem positiva do vírus, pois ela é uma das responsáveis por manter a imunidade do organismo alta.

Cyntia Maureen, nutricionista da Superbom, relata que quando aproveitado sem excesso, o sol proporciona bom funcionamento para o corpo. "Ele é considerado a principal fonte de Vitamina D, pois seus raios são absorvidos pela pele estimulando a produção desta", explica.

Descoberta há pouco como um hormônio, essa vitamina é indispensável, pois auxilia no controle dos níveis de cálcio e fósforo. De acordo com Cyntia, "ela regula o metabolismo através da absorção de cálcio no intestino e apresenta benefícios para os rins. Também é importante no fortalecimento dos ossos e dentes", descreve. Além disso, modula o sistema imunológico, assim, sua ausência pode favorecer o surgimento de infecções. "Ele é capaz de reagir aos microrganismos nocivos que invadem o corpo", complementa.

A nutricionista também explica que é possível localizar a vitamina D em alguns alimentos que podem nos ajudar a manter a saúde dos ossos. "Essa substância está presente em alguns alimentos, entre eles, podemos destacar a variedade de cogumelos", afirma. Segundo Cyntia, esses alimentos são ótimos para serem incluídos nas dietas veganas e vegetarianas, pois são ricos em diversos nutrientes. Contudo ela ressalta que eles não são uma fonte própria da vitamina, auxiliam apenas de forma complementar.

A especialista enfatiza que a melhor forma de repor a falta da vitamina D no organismo é a exposição a luz solar: "Criar o hábito de tomar 15 minutos de sol diariamente, entre 10h e 14h de preferência, é uma ação que pode garantir muitos benefícios para o corpo", orienta. Em época de pandemia, para quem não mora em casas com jardins, o ideal é que a exposição seja feita através de janelas ou varandas abertas, sempre expondo regiões do corpo como braços e pernas. Fique sempre atento as restrições individuais e, o ideal, é que essa curta exposição ao sol seja feita sem o protetor solar, favorecendo a entrada dos raios na pele para que efetue suas funções.

Sport Life
Publicidade
Publicidade